×

Publicidade

Polícia

Ex-presidiário é morto a tiros no bairro Jorge Teixeira, em Manaus

A vítima morreu no local. Os criminosos fugiram tomando rumo ignorado sem serem identificados pelas testemunhas que presenciaram a execução

Everton foi executado a tiros por dupla em moto – Fotos: Lucas Pereira/DM

Manaus/AM – O ex-presidiário Everton Souza de Castro, 22, conhecido como “Bala”, foi assassinado a tiros, na noite desta terça-feira (4), na rua Pau-Brasil, no bairro bairro Jorge Teixeira 2, na Zona Leste de Manaus.

Segundo informações de testemunhas, o crime ocorreu por volta das 19h30. Dois homens, ainda não identificados, chegaram ao local em uma motocicleta.

Um dos ocupantes desceu da moto foi autor dos disparos à queima-roupa. A vítima morreu no local. Os criminosos fugiram tomando rumo ignorado.

Ao Diário Manauara, o auxiliar de máquinas Estêvão Mendes de Castro Neto, 56, disse que o filho estava em casa assistindo programa de TV com a mãe, quando um homem bateu na porta e chamou por Everton.

“O meu filho atendeu o homem e saiu de casa. Em seguida, ouvi disparos de arma de fogo e já encontrei o meu filho caído na rua sem vida”, disse.

O pai da vítima confirmou que Everton já havia cumprido pena por homicídio na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). A vítima também era usuário de drogas e estava recebendo ameaças.

Testemunhas relataram que Everton já tinha assassinado a tijoladas um amigo no bairro, também usuário de drogas.

A perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) confirmou que a vítima foi morta com, ao menos, oito tiros pelo corpo, sendo a maioria na região do tronco.

O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, na Zona Norte. O assassinato será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Leia mais:

Homem é suspeito de matar o próprio irmão a facada no São Raimundo

Com a sigla da FDN, corpo é encontrado esquartejado dentro de sacos na Compensa

Homem é preso por suposto envolvimento com tráfico de drogas

Publicidade

Comentários