×

CidadesPolícia

Homem morre com seis tiros e outro fica ferido no Amazonino Mendes, em Manaus

O crime ocorreu por volta das 15h, na Rua 29, do Conjunto Amazonino Mendes, Zona Norte de Manaus - foto: Mário Souza/Diário Manauara

O crime ocorreu por volta das 15h, na Rua 29, do Conjunto Amazonino Mendes, Zona Norte de Manaus – foto: Mário Souza/Diário Manauara

Um homem, até o momento identificado pela polícia como ‘Quinho’, foi assassinado com seis tiros, na tarde deste domingo (13). O crime ocorreu por volta das 15h, na Rua 29, do Conjunto Amazonino Mendes, bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Já Cirley de Oliveira Correia, 20, foi Alvejado com quatros tiros e elevado por familiares para uma unidade hospitalar.

Publicidade

De acordo com as informações do delegado Raphfael Campos, do 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP), as vítimas estavam em um veículo, modelo Citroën/Sara Picasso, cor prata, placa JXH-5589, quando foram interceptados por dois homens em uma motocicleta e atingido por vários tiros.

 "Quinho" tentou fugir, mas foi alcançado e morto com seis tiros - foto: Mário Souza/Diário Manauara

“Quinho” tentou fugir, mas foi alcançado e morto com seis tiros – foto: Mário Souza/Diário Manauara

Cirley, que dirigia o Citroën, ao ser baleado, perdeu a direção do veículo e atingiu um veículo, modelo Celta, cor prata, placa AUD-6242, que estava estacionado na calçada de uma casa.

Na ocasião, ‘Quinho’, tentou fugir, mas acabou levando seis tiros, dos quais atingiram cabeça e pescoço, vindo a morrer no local. Cirley foi socorrido por familiares no próprio carro e levado ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Platão Araújo, Zona Leste. Ele foi alvejado com dois tiros no rosto, um no braço e outro nas nádegas, mas por volta das 19h, a vítima não resistiu aos ferimentos.

Segundo relatos de um morador, que preferiu não se identificar por medo de represálias, um homem passou pelas vítimas em uma motocicleta e, ao chegar na esquina da rua, entregou uma arma para dupla que estava em outra moto.

Os dois homens, um deles usando um boné, abordaram as vítimas que vinham sentido contrário e, ao emparelhar a moto, o garupa sacou a arma e efetuou os disparos. Em seguida, a dupla fugiu sem ser identificada.

“O Cirley estava sendo ameaçado por conta de paradas erradas aqui no bairro. Já o comparsa dele, que mora no bairro São José, eu não conheço”, explicou o morador.

O morador resssaltou ainda que, após o crime, Cirley foi socorrido no próprio carro para o hospital, depois um dos parentes veio deixar o veículo na cena do crime.

O delegado Rafael Campos informou que a motivação para o crime é desconhecida e o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), para exames de necropsia e posteriormente ser identificado por familiares.

 

Fotos: Mário Souza

 

 

Comentários