×

Publicidade

Polícia

Em Borba, família desaparece após menina de 13 anos ficar grávida

Desaparecimento acontece na última quarta-feira (28), na comunidade indígena Vista Alegre, ocupado pelo povo Mura

Município de Borba (Foto: Divulgação)

Borba (AM) – Quatro pessoas da mesma família estão desaparecidas desde quarta-feira (28), após serem levadas da comunidade indígena Vista Alegre, no município de Borba (a 151 quilômetros de Manaus). Uma criança de 13 anos está grávida e Alberth Antunes Souza Campos, 29, titular da Secretaria Municipal (SMS) é suspeito de ser o pai. 

Publicidade

Em contato com o Portal Diário Manauara, os familiares pedem ajuda para encontrar Selma Fonseca Castro, 29; Miguel Pedrassa de Assis, 33; Mikaelly Fonseca e Silva, 13, e Kaique Castro de Assis, 4, todos da etnia Mura. Os desaparecidos foram abordadas por uma funcionária da Prefeitura e dois homens, que se identificaram como sendo conselheiro tutelar e policial civil.

“O que sabemos é que essas três pessoas foram até a comunidade que fica na zona rural, alegando que os meus familiares precisavam ir ao Conselho Tutelar para esclarecer a denúncia da gravidez da minha sobrinha. Entretanto, os parentes não apareceram no órgão e seguem sem dá qualquer notícia”, disse com exclusividade ao Diário Manauara, Eliete da Fonseca Castro.

Conforme apurou a reportagem, Jaqueanne Barroso de Sá esteve com os dois homens desconhecidos na comunidade ocupada pelo povo Mura. O trio foi visto no aeroporto de Borba com as quatro pessoas da mesma família.

As imagens do circuito de monitoramento do aeródromo foram entregues para a polícia. Um carro usado no transporte da família foi apreendido e inserido no inquérito policial. 

Informação são que a menina seria submetida ao exame de DNA na capital amazonense, mas o teste em laboratório seria forjado. Um áudio revela que o responsável pela coleta do material genético é João Brasil, que realiza serviços para a Prefeitura de Borba.

Desaparecimento

Quatro pessoas da mesma família estão desaparecidas (Foto: Arquivo pessoal/Arte Diário Manauara)

Após o desaparecimento, um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado na 74ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP). Um homem chegou a ser detido por suposta participação no sumiço da família na quinta-feira (29), onde negou o crime e acabou liberado.

A Polícia Civil investiga o desaparecimento das quatro pessoas e dos supostos envolvidos na trama. O caso teve início após o Conselho Tutelar de Borba receber denúncia contra o secretário Municipal de Saúde. O inquérito policial segue sob sigilo.

Quem tiver alguma informação que ajude na investigação, pode ligar para a 74ª DIP, no número (92) 3512-1090 ou para o Disque-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), no 181. A identidade do denunciante será mantida em sigilo.

Comentários