×

CidadesPolíciaWEB TV DM

Suspeito de assalto a ônibus confessa crime com facilitação de motoristas e cobradores

Em vídeo, 'Buiu' confessa que os assaltos eram facilitados por motoristas e cobradores - foto: divulgação

Em vídeo, ‘Buiu’ confessa que os assaltos eram facilitados por motoristas e cobradores – foto: divulgação

Rodrigo dos Santos Balieiro, vulgo ‘Buiu’, 31, foi preso na tarde de segunda-feira (10), por policiais civis, no bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Ele é suspeito de assaltar, pelo menos, 180 ônibus do transporte coletivo com a participação de motoristas e cobradores.

Publicidade

Em depoimento, por meio de vídeo, ‘Buiu’ confessa que assaltava dez ônibus por dia, e que agia com a ‘facilitação’ de motoristas e cobradores, das linhas 016, 430 (Via Verde); 440, 449 (Líder); 542 e 651 (Expresso Coroado). O dinheiro do assalto era dividido entre eles. Em um dos trechos, o suspeito revela os nomes dos envolvidos no esquema do assalto.

Ao titular do 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Rafael Allemand, ‘Buiu’ confessou os crimes praticados diariamente. Ele foi preso na manhã de segunda-feira (10), após ter assaltado um ônibus da linha 440, na Rua Sete, Conjunto Amazonino Mendes (Mutirão), bairro Novo Aleixo, Zona Norte.

“Os motoristas e cobradores combinavam comigo os assaltos e após três viagens eles me avisavam. Se tivesse R$ 300 em dinheiro, o valor era divido”, confessa ‘Buiu’.
Para facilitar a ação criminosa, a câmera de segurança interna do coletivo era danificada por ‘Buiu’, quando havia mais passageiros.

‘Buiu’ já estava com mandado em prisão em aberto por um crime de roubo. Ele foi detido por uma equipe de policiais civis, com apoio da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

As declarações do suspeito sobre a participação dos funcionários das empresas de transporte coletivo de Manaus serão investigadas pela Polícia Civil.

Acompanhe o vídeo

Assaltos

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), entre janeiro e agosto deste ano, as empresas que compõem o sistema de transporte coletivo de Manaus registraram Boletins de Ocorrências (B.O.) com 1.925 assaltos, uma média de nove ocorrências por dia.

O prejuízo estimado pelas dez empresas chega a mais de R$ 600 mil, que segundo os empresários, o montante daria para adquirir novos ônibus para frota da capital. Em comparação ao ano passado, 1.749 assaltos foram registrados no mesmo período.

Comentários