×

Publicidade

Polícia

PF prende três mulheres por tráfico de drogas no Aeroporto de Manaus

Segundo a Polícia Federal, cada mulher transportava aproximadamente 3,5kg de entorpecentes na mala despachada.

Drogas apreendida (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Manaus (AM) – A Polícia Federal prendeu ontem (15) duas mulheres em flagrante por tráfico de entorpecentes. As prisões ocorreram no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes quando elas tentavam embarcar para o Rio de Janeiro/RJ, transportando em suas malas mais de 7kg de entorpecentes, cujo exame preliminar indicou se tratar de maconha.

Publicidade

Cada mulher transportava aproximadamente 3,5kg na mala despachada. O material foi encontrado durante policiamento aeroportuário realizado pela PF. A droga foi apreendida e encaminhada para exame pericial. Após o resultado da perícia definitiva, o entorpecente será devidamente destruído.

As investigações com os objetivos de esclarecer os fatos e identificar outros possíveis envolvidos terão continuidade nos inquéritos policiais já instaurados, com prazo inicial de 30 dias para a conclusão.

As indiciadas foram conduzidas para o presídio, onde permanecerão à disposição da Justiça para audiência de custódia e demais procedimentos necessários. Caso sejam condenadas, poderão cumprir até 15 anos de prisão.

Mais um caso em menos de 24h

Nesta manhã (16), mais uma mulher foi presa em flagrante pela Polícia Federal tentando despachar uma mala com 11,4 kg de maconha, conforme consta exame preliminar. Ela tentava embarcar com destino a cidade de São Paulo/SP, quando foi detida pelos policiais federais que faziam o policiamento aeroportuário nesta madrugada.

Toda a droga foi apreendida e encaminhada para exame pericial definitivo. Após resultado, o entorpecente será enviado para destruição.

A suspeita foi levada para a Superintendência da Polícia Federal onde está sendo indiciada pelo crime de tráfico de drogas. Após o indiciamento, ela será conduzida ao presídio para audiência de custódia. Caso condenada, poderá cumprir pena de até 15 anos.

*Com informações da assessoria

Comentários

error: Content is protected !!