×

Polícia

Guerra entre facções criminosas deixa 4 mortos e 2 feridos em Manaus

Segundo informações que chegaram para a polícia, integrantes do Comando Vermelho (CV) se deslocaram afim dar um bote e executar líder do RDA

Carro usado por membros do CV tinha restrição de roubo (Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Uma briga entre duas facções criminosas deixou quatro pessoas mortas e duas feridas na noite desta sexta-feira (29). O ataque a tiros aconteceu por volta das 20h30, nas proximidades de um campo de futebol, na rua Nova Esperança, no bairro Colônia Antônio Aleixo, na Zona Leste da capital amazonense.

Publicidade

Informações são que integrantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) chegaram em dois veículos, sendo um de cor branca e outro prata. O grupo criminoso tinha a missão de executar um traficante rival, identificado apenas como “Bileno”, do Revolucionários do Amazonas (RDA), responsável pelo comando do tráfico na região. No dia 12 de abril deste ano, o amigo do traficante foi morto pelos rivais

Durante o atentado, os membros do CV foram surpreendidos pelos integrantes do RDA. Houve confronto com tiros e perseguição, amedrontando os moradores. Na fuga, três criminosos que estavam em um carro de aplicativo roubado, modelo Clio, cor branca, perderam o controle e colidiram contra um poste de iluminação pública.

Dois ocupantes do veículo foram alvejados a tiros e morreram no local. Um terceiro suspeito conseguiu fugir, mas foi localizado por policiais militares com ferimentos no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) e Maternidade Chapot Prevost, que fica no mesmo bairro do ataque. Na incursão, os policiais encontraram uma arma de grosso calibre em uma casa.

Intenso tiroteio

Integrantes do CV prepararam uma emboscada para os inimigos e dois morreram (Fotos: Divulgação)

Victor Alfredo Beltrão Dutra, 15, foi atingido com um tiro nas costas enquanto participava de uma partida de futebol. O adolescente foi levado ao SPA do bairro, mas chegou sem vida. A polícia confirmou que Victor Alfredo era envolvido com o tráfico de drogas. Já Ederson Silva da Silva, 16, não tinha nenhum envolvimento com crimes e foi ferido enquanto jogava futebol. Ele deu entrada também no SPA, posteriormente, transferido para o Pronto-Socorro (PS) Dr. João Lúcio, onde morreu.

Outros mortos identificados pela polícia são: Eliandro Corrêa Maquiné, 25, e Leonan Junio de Sousa Santos, 24. Os quatro corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML). Outra vítima do ataque, que não teve o nome revelado, foi socorrida com vida para uma unidade hospitalar e deve ser ouvida pela polícia.

Motivação

Os crimes serão investigados pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A polícia não descarta que o ataque seja decorrente de confrontos a dívidas com o tráfico e disputa por áreas entre facções rivais.

Comentários