×

Polícia

Corpo em decomposição é encontrado em matagal no Distrito Industrial

Os funcionários de uma empresa de motocicletas acharam o corpo durante a limpeza do terreno e acionaram a polícia para as devidas providências

Corpo em decomposição em matagal (Foto: Diário Manauara)

Manaus – O corpo de um homem foi encontrado em estado avançado de decomposição no início da tarde desta sexta-feira (29), em uma área de barranco na Avenida Ministro João Gonçalves de Souza, no bairro Distrito Industrial 1, na Zona Sul de Manaus.

De acordo com o delegado Fábio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), funcionários da Moto Honda da Amazônia capinavam a área de mata da fábrica, quando acharam o corpo de bruços.

Informações dão conta que um homem identificado como Fabrício da Silva Almeida, 19, com as mesmas características do corpo encontrado, foi sequestrado no fim da tarde de domingo (24), por ocupantes de um carro branco.

O fato aconteceu na comunidade Parque São Pedro, no bairro Tarumã, na Zona Oeste da capital. Na ocasião, Fabrício havia saído de casa na Rua Santa Ana para cortar cabelos em uma rua da mesma comunidade.

Os Bombeiros Militar resgataram o corpo (Foto: Diário Manauara)

“A empresa estava fazendo serviço de capinagem, quando os funcionários acharam o corpo. Já temos nomes de algumas pessoas desaparecidas na cidade. Uma das suspeitas é um rapaz que tem uma tatuagem escrita “Maria” no braço, mas ainda vamos confirmar. Outro é um morador de rua da região que costumava trafegar nesse trecho”, disse o delegado Fábio Silva.

A autoridade policial informou que as câmeras de segurança no entorno da empresa de motocicletas, possivelmente, registram algum veículo usado para transportar o corpo e abandonar na região. As imagens já foram solicitadas junto à empresa e com as técnicas de investigação devem ajudar na identificação.

Perito criminal durante os procedimentos (Foto: Diário Manauara)

A perícia criminal, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), confirmou que o corpo do homem já estava jogado no local há mais de três dias. A vítima trajava camisa preta com a letra “G” e uma bermuda jeans azul.

O cenário do crime foi preservado por policiais militares da 7ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Por conta do difícil acesso ao local, o corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) foi acionado para fazer a remoção do corpo.

Após o resgate, a equipe do Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do cadáver para exames de necropsia que irá determinar a causa da morte. O caso será investigado pela DEHS.

Publicidade

Comentários