×

Publicidade

Polícia

Cabeleira implora para não morrer, mas é executada com sete tiros em salão de beleza

Érica foi morta com sete tiros dentro de seu salão de beleza (Foto: Lucas Pereira/DM)

A cabeleireira Érica Dias da Silva, 32, foi executada com sete tiros na noite desta segunda-feira (7), dentro do próprio salão de beleza, localizado na Rua Dois Irmão, bairro Colônia Oliveira Machado, Zona sul de Manaus. Antes de ser morta, a vítima ainda implorou para não ser morta.

De acordo com as informações do delegado Márcio André, plantonista do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), dois homens entraram no salão no momento em que a vítima estava sozinha. Na ocasião, Érica implorou ao dizer: ‘Não faz isso, por favor’.

Érica era esposa de Roger Batista, 37, morto com 15 tiros (Foto: Divulgação)

O delegado informou que Érica era viúva do comerciante Roger Batista Barros de Oliveira, 37, assassinado com 15 na noite do dia 03 de março deste ano, dentro de uma pizzaria, situado na Rua Vista Alegre, nas proximidades da Feira da Panair, no bairro Educandos, Zona Sul. O crime foi praticado por dois homens.

Érica foi atingida com sete tiros de pistola ponto 40, sendo dois no braço esquerdo, dois no braço direito, um na nuca, um na cabeça e outro no abdômen. Familiares não quiseram comentar o crime.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado no 1º DIP, mas a investigação será repassada para a Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade

Comentários