×

Publicidade

AmazôniaPolícia

Adolescente e vizinho são detidos por atearem fogo em viatura da PM, em Tapauá

Adolescente e vizinhos foram detidos em ação conjunta das polícias Civil e Militar. (Foto: Divulgação/PC)

Jones Paixão de Araújo, conhecido como ‘Juninho’, 21, foi preso, e um adolescente, de 15 anos, foi apreendido, por atearem fogo em viatura da Polícia Militar (PM), modelo S-10, na madrugada de terça-feira (27), no município de Tapauá (a 449 quilômetros de Manaus).

De acordo com o delegado Antônio Cláudio Teixeira, titular da Delegacia de Polícia do Turismo (DPT), Jones e o adolescente foram interceptados por volta das 13h de quarta-feira (28), nas residências deles, localizados no bairro São João, na periferia do município, por uma equipe de policiais civis, em ação conjunta com policiais do Batalhão de Choque.

Em depoimento, o adolescente confirmou o crime, revelando aos policiais que, com a ajuda do amigo, ateou fogo no carro da polícia por retaliação ao fato de ele ter sido apreendido pelo ato infracional de furto, ocorrido há uma semana.

“O adolescente disse que não gostou de ter sido apreendido e pediu ajuda de ‘Juninho’ para praticar o crime. Jones comprou a gasolina e, durante o início da madrugada, o adolescente pulou o muro da unidade de saúde, que dá acesso ao pátio do Comando da PM. Ele abriu a porta da viatura, jogou gasolina nos acentos e ateou o fogo”, explicou o delegado Antônio Cláudio.

Viatura ficou completamente destruída. (Foto: Divulgação)

A autoridade policial informou, ainda, que, depois de ter sido apontado pelo adolescente, ‘Juninho’ foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva assinada pelo juiz da Comarca de Tapauá, José Rennier. Além da participação no crime cometido pelo vizinho dele, o infrator também vai responder pela autoria de aproximadamente 30 furtos registrados na unidade policial do município.

Após os procedimentos policiais cabíveis, o adolescente foi liberado mediante compromisso assumido pelos pais com a Justiça para responder ao processo em liberdade pelo ato infracional análogo ao crime de patrimônio público. ‘Juninho’ foi levado ao hospital do município para exame de corpo de delito e vai permanecer preso na carceragem da unidade policial à disposição da Justiça.

Publicidade

Comentários