×

Publicidade

Política

Lissandro Breval (Avante) é eleito vereador de Manaus

Câmara Municipal de Manaus (CMM) contará a partir de janeiro do ano que vem com vereadores novatos e reeleitos para mandato de quatro anos

Lissandro Breval é eleito vereador de Manaus (Foto: Divulgação)

Manaus – Lissandro Breval Santiago (Avante) foi eleito vereador neste domingo (15), com 4.801 votos listados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Disputando pela primeira vez o cargo de parlamentar, o manauara quer levar à Câmara Municipal de Manaus (CMM) bandeiras como a popularização de escolinhas de futebol, a geração de emprego, renda e qualidade de vida por meio da produção rural e a democratização da internet, defendidas durante campanha.

Publicidade

O candidato se reuniu com amigos, familiares e apoiadores para acompanhar a apuração das urnas. Breval pretende estimular o esporte em outros locais da capital, fomentar as relações comerciais entre famílias de produtores e o processo de popularização dos meios de comunicação através da pluralização das bases controladoras dos veículos de comunicação, medidas de solução para democratizar a acessibilidade a internet.

O eleito

Lissandro Breval é empresário e presidente do Amazonas FC, time de futebol que virou sensação do Campeonato Amazonense neste ano. Ele também foi diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), quando criou em sua gestão feiras nos principais shoppings centers de Manaus e o Balcão de Agronegócios, iniciativas estendidas no interior do Estado. Ele modernizou e ampliou, ainda, a regionalização da merenda escolar, levando qualidade nutricional para as refeições dos alunos da rede estadual.

Em outro projeto social, Breval criou Escolinhas de Futebol do Amazonas (EFAM), que alcançou mais de 2.200 jovens e adolescentes. A ação social visa oportunidades para novos jogadores de futebol e que possam desenvolver habilidades em times da região ou no cenário nacional.

Breval também irá criar comunidades digitais, para proporcionar a inclusão de pessoas que não tem o acesso à rede mundial de computadores por não terem condições de pagar pelo serviço. Com o projeto, ele cobrará do executivo formas de proporcionar essa inclusão digital, um cenário desafiador que reflete em virtude da necessidade do exercício de cidadania.

“Eleito vereador, eu vou trabalhar pelo esporte de base, reformar campos de futebol, quadras e complexos desportivos espalhados na capital, que estão abandonados. Quero incentivar o esporte, pois, com a pratica de modalidades é possível encontrar novos talentos e tirar os jovens do mundo das drogas”, disse.

Também foram eleitos e reeleitos outros 40 candidatos: João Carlos (Republicanos), 13.880 votos; Joelson Silva (Patriotas), 12.493 votos; Professora Jacqueline (Podemos), 9.208 votos; Capitão Carpê Andrade (Republicanos), 8.538 votos; Amom Mandel (Podemos), 7.537 votos; Kennedy da Anjos de Rua (PMN), 6.956 votos; Thaysa Lippy (PP), 6.736 votos; Rosivaldo Cordovil (PSDB), 6.358 votos; Raulzinho (PSDB), 6.073 votos; Jaildo Oliveira (PC do B), 6.022 votos; Marcel Alexandre (Podemos), 5.852 votos; Marcelo Serafim (PSB), 5.806 votos; Rosinaldo Bual (PMN), 5.274 votos; David Reis (Avante), 5.148 votos; Eduardo Alfaia (PMN), 5.110 votos; Wanderley Monteiro (Avante), 5.106 votos; Dr. Eduardo Assis (Avante), 5.087 votos; Dr. Daniel Vasconcelos (PSC), 5.031 votos; Sandro Maia (DEM), 5.21 votos; Wallace Oliveira (Pros), 4.918 votos; Rodrigo Guedes (PSC), 4.885 votos; Everton Assis (PSL), 4.859 votos; Fransuá (PV), 4.828 votos; Márcio Tavares (Republicanos), 4.681 votos; Caio André (PSC), 4.666 votos; Raiff Matos (DC), 4.621 votos; Professor Samuel (PL), 4.461 votos; Ivo Neto (Patriota), 4.430 votos; Allan (PSC), 4.401 votos; Diego Afonso (PSL), 4.383 votos; Glória Carratte (PL), 4.299 votos; Yomara Lins (PRTB), 4.278 votos; Luis Mitos (PTB), 4.277 votos; Jander Lobato (PTB), 4.046 votos; Dione Carvalho (Patriota), 3.919 votos; William Alemão (Cidadania), 3.237 votos; Elan Alencar (Pros), 3.182 votos; Sassá da Construção Civil (PT), 3.023 votos; Bessa (Solidariedade), 2.573 votos, e Peixoto (PTC), 2.450 votos.

Para suplentes estão: Roberto Sabino (Podemos), 5.152 votos; Coronel Gilvandro (PSDB), 5.129 votos, e Gilmar Nascimento (DEM), 4.714 votos. Os 41 vereadores irão fazer parte da CMM a partir de janeiro do ano que vem, para mandato de quatro anos.

Comentários

error: Content is protected !!