×

Publicidade

Polícia

‘Xandinho’ é assassinado com nove tiros no bairro Aleixo, em Manaus

Testemunhas relataram que a vítima foi abordada por um homem desconhecido, com físico magro e camisa azul, que chegou ao local em carro bege

Vítima foi atingida por nove tiros (Foto: Josemar Antunes)

Manaus (AM) –  Alexandre Neves Reis de Souza, 17, mais conhecido como “Xandinho”, foi executado com nove tiros na tarde desta terça-feira (14), por volta das 15h30, no beco São Domingos, na rua Belo Horizonte, no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul da capital amazonense.  O adolescente estava recebendo ameaças de morte.

Publicidade

A ocorrência mobilizou incialmente policiais militares da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Testemunhas relataram que Alexandre estava sentado na calçada, quando um homem desconhecido, com físico magro e camisa azul, se aproximou e efetuou os disparos à queima-roupa.

(Foto: Josemar Antunes)

Em seguida, o atirador fugiu em um carro Siena, de cor bege, com placa NOL-****, que estava estacionado na rua Belo Horizonte. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e constatou a morte do adolescente.

À polícia, o pai-avô disse que Alexandre trabalhava como entregador de pizza e que desconhecia a motivação do crime. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), o adolescente tinha um Boletim de Ocorrência (BO) por consumo de drogas na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai).

(Foto: Josemar Antunes)

Antes de ser assassinado, o jovem chegou a comentar que estava recebendo ameaças de morte, e que seria morto a qualquer momento. Os moradores confirmaram que o adolescente era envolvido com o tráfico de drogas e morava sozinho em uma quitinete.

Conforme a perícia criminal, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), o jovem foi atingido com tiros no rosto, no tórax e nas costas. Alguns estojos de munições calibre 380 milímetros deflagrados foram recuperados para coleta de impressões digitais.

(Foto: Josemar Antunes)

O corpo do adolescente foi removido para procedimento de necropsia no Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Comentários