×

Publicidade

Polícia

Venezuelana que matou compatriota é levada para presídio de Manaus

Carmen Ofélia foi presa após assassinar Neritza J. Jaramillo Menezez, 23, com uma facada no peito durante desentendimento

Carmen Ofélia Rodriguez Ramirez, 23, presa pela equipe da DEHS (Foto: Josemar Antunes)

Manaus (AM) – A venezuelana Carmen Ofélia Rodriguez Ramirez, 23, foi transferida da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para o presídio na tarde desta segunda-feira (26), situado no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista).

Publicidade

Carmen Ofélia foi presa na noite de domingo (25), após matar com uma facada no peito a compatriota Neritza J. Jaramillo Menezez, 23. O crime aconteceu na rua Balbi Carreira, no bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Conforme o inquérito policial, as venezuelanas estavam ingerindo bebidas alcoólicas em uma quitinete, quando iniciaram uma discussão por causa de trabalho.

Informações dão conta que o proprietário da estância havia contratado Carmen Ofélia para fazer faxina, no entanto, os serviços não continuaram por motivo desconhecido.

Por conta disso, Neritza assumiu os trabalhos de limpeza. Após a briga, Carmen Ofélia foi para casa onde recebeu a notícia que a vizinha estava morta. Ela foi presa e encaminhada para à DEHS.

Em depoimento, Carmen Ofélia disse que Neritza tirou uma brincadeira com o seu esposo e não gostou. Ela confessou que desferiu o golpe de faca depois de travar luta corporal com Neritza, porém, não imaginava que o ferimento pudesse levar a morte da compatriota.

Carmen Ofélia foi levada para a Central de Recebimento e Triagem (CRT) e ficará encarcerada à disposição da Justiça no Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), sistema prisional controlado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

CDPF (Foto: Divulgação)

Comentários