×

Publicidade

Polícia

Jovem que pichava a sigla ‘CV’ em muro de escola é executado a tiros

Com tiros no braço, na cabeça e no tórax, Frankie dos Santos Chaves, 19, ainda foi socorrido por populares até o SPA Joventina Dias.

Frankie foi assassinado com sete tiros (Foto: Arquivo pessoal)

Manaus (AM) – Frankie dos Santos Chaves, 19, foi assassinado com sete tiros na noite desta terça-feira (16), por volta das 20h40, na Travessa São José, na rua Xavier Marques, no bairro Compensa 2, na Zona Oeste da capital amazonense. O jovem já tinha sido preso por apologia ao crime. 

Publicidade

À polícia, testemunhas relataram que Frankie estava conversando com amigos, quando foi abordado a tiros por dois homens a pé. Em seguida, os assassinos fugiram em direção ao beco dos Escoteiros, sem serem reconhecidos.

Com tiros no braço, na cabeça e no tórax, o jovem foi socorrido por populares até o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, que fica no mesmo bairro. No entanto, a vítima não resistiu aos ferimentos.

A ocorrência foi atendida pela 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). O Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo para a realização de exame de necropsia e, posteriormente, ser liberado aos familiares.

Conforme apurou o Portal Diário Manauara, Frankie foi preso em flagrante na rua Hermes Fontes, no bairro Compensa, em 18 de fevereiro de 2018, por apologia à facção e incitação de ato criminoso.

À época, ele foi flagrado por policiais militares pichando o muro do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Professora Nilza dos Santos Alencar, com a sigla CV do Comando Vermelho.

A equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) suspeita que o crime tenha sido motivado por desavenças entre facções criminosas que disputam os postos de drogas no bairro Compensa. O assassinato está sendo investigado.

Comentários

error: Content is protected !!