×

Publicidade

Polícia

Jovem é encontrado morto com três tiros na Zona Leste de Manaus

Crime ocorreu na bifurcação da Avenida Norte e Sul, no bairro Armando Mendes. Polícia acredita que o assassinato tenha relação com o tráfico de drogas.

Jovem foi encontrado morto com três tiros, sendo dois n escápula e um no pescoço (Foto: Diário Manauara

Manaus/AM – O corpo de um jovem, aparentando ter entre 15 a 16 anos, foi encontrado na noite desta sexta-feira (8), próximo de uma lixeira viciada, na bifurcação da Avenida Norte e Sul, no bairro Armando Mendes, na Zona Leste de Manaus. A vítima foi morta com três tiros.

Segundo informações do tenente José Nildo, da 25ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por volta das 17h20, o Centro integrado de Operações de Segurança (Ciops), foi informado que havia uma pessoa morta em via pública.

“Uma equipe da 25ª Cicom foi acionada e constatou a denúncia. O corpo estava em uma via usada de atalho para acesso ao bairro Armando Mendes e Distrito Industrial. Pelas características, a vítima foi morta no local”, disse o tenente José Nildo.

No local, a perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) encontrou dois projéteis de arma de fogo. A vítima foi morta com dois tiros na escápula esquerda (parte póstero-superior do tórax) e um tiro no pescoço.

O corpo da vítima estava próximo de uma lixeira viciada (Foto: Foto: Diário Manauara)

A vítima trajava uma camisa de cor cinza, bermuda de cor azul com detalhes de cor amarela e sandálias de cor branca. O corpo foi removido sem identificação ao Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a vítima não postava documentos pessoais e o crime tinha características de relação com o tráfico de drogas.

“Pelas características, é muito provável que o assassinato pode ter sido motivado por tráfico de drogas. Vamos aguardar os familiares na delegacia para que se possa entender o motivo dessa morte”, explicou o delegado Guilherme Antoniazzi.

Publicidade

Comentários