×

Publicidade

Polícia

Jovem é encontrada morta com a cabeça rachada em hotel no Centro de Manaus

O principal autor do crime foi identificado apenas como “Sapinho”, que fugiu do hotel alegando pedir ajuda após companheira cometer suicídio

“Sapinho” é o principal suspeito de assassinar Eline Monique (Foto: Divulgação)

Manaus – A autônoma Eline Monique Melo de Oliveira, de 18 anos, foi encontrada morta na manhã deste domingo (16), com um ferimento profundo na cabeça dentro do Sun Hotel, na Rua Lima Bacuri, no bairro Centro, na Zona Sul de Manaus. A vítima estava acompanhada de um homem, identificado apenas como “Sapinho”, principal suspeito do assassinato.

Uma equipe do Samu ainda tentou reanimar a vítima (Fotos: Divulgação)

Segundo informações do sargento Robson Castro, da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Eline Monique foi encontrada agonizando no quarto 406, localizado no terceiro andar do prédio. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.

“Os paramédicos do Samu ainda tentaram reanimar a vítima, mas ela não resistiu aos ferimentos grave na cabeça. Devido o crânio apresentar rachadura, parte da massa encefálica ficou exposta no piso do quarto”, explicou.
Eline Monique estava hospedada há três dias no hotel com um homem, conhecido como “Sapinho”. Por volta das 7h51, o homem informou na recepção que a companheira dele havia cometido suicídio.

Imagens de uma câmera de segurança da recepção mostra o homem chorando e encenando estar desesperado. Em seguida, ele afirma para a recepcionista que iria buscar ajuda e não retorna mais ao local.

O corpo de Eline Monique foi removido para o IML (Foto: Eriiane Ribeiro/Diário Manauara)

A perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) encontrou indícios de entorpecentes e várias embalagens plásticas para armazenar drogas foram encontradas. O objeto usado no crime não foi localizado. O corpo da vítima foi removido ao Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o casal estava hospedado desde quinta-feira (13) com vários objetos pessoais. Eles já tinham adiantado o valor de R$ 210, referente à diária de R$ 70. No quarto, foram identificados indícios de consumo de entorpecentes pelo casal.

“Segundo os levantamentos, o casal estava de mudança. No quarto foram encontradas roupas, objetos pessoais, panela e comida, além de documentos que serão analisados nas investigações. A vítima apresenta um corte profundo atrás da nuca, que provocou a exposição da massa encefálica. Foram feitos varreduras na área para encontrar o instrumento usado no crime, mas não foi localizado. A princípio vamos trabalhar com crime passional, mas não está descartada a possibilidade de acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas”, disse.

Suspeito

Informações obtidas pela polícia dão conta que “Sapinho” é traficante de drogas e integrante da facção criminosa Comando Vermelho (CV). Ele estaria hospedado no hotel para usar como laboratório e comercializar os entorpecentes.

Qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito, a denúncia pode ser feita ao 181, disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) ou pelo número (92) 99229-6208 da DEHS. O informante terá a identidade preservada.

Veja os vídeos!

Publicidade

Comentários