×

Publicidade

Polícia

Investigações levam à prisão de ‘Jericó’ por matar cabeleireiro em Manaus

Juvenal Silveira Sobrinho, 33, foi morto a golpes de faca dentro do Hotel Sun, no bairro Centro, na Zona Sul da capital amazonense.

Alexandre, vulgo “Jericó”, preso pela equipe da DEHS (Foto: Diário Manauara)

Manaus (AM) – O jovem investigado como responsável por matar a golpes de faca um cabeleireiro após um desentendimento, foi preso em cumprimento de mandado de prisão pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Alexandre Oliveira de Souza, 19, conhecido como “Jericó”, recebeu voz de prisão na segunda-feira (22), em Santarém, no estado do Pará. O crime aconteceu em 23 de janeiro de 2021. 

Publicidade

O corpo de Juvenal Silveira Sobrinho, 33, foi encontrado por uma camareira do Hotel Sun, localizado na rua Lima Bacuri, no bairro Centro, na Zona Sul de Manaus. A vítima estava de bruços próximo ao banheiro e com cinco golpes de faca. De início, as câmeras de segurança da hospedaria foram analisadas pela polícia. No dia do crime, Juvenal entra no hotel acompanhado de “Jericó” por volta das 2h . Os dois, então, segue para o quarto.

Após o crime, “Jericó” deixou o hotel com uma camisa trocada por outra sem levantar suspeitas da recepção. Por volta das 7h30, uma funcionária ao fazer limpeza, percebeu sangue em um dos quartos e encontrou o hóspede morto. Com as características do principal suspeito, a equipe da DEHS deu início ao trabalho investigativo para localizar “Jericó”, que passou a ser considerado foragido da Justiça do Amazonas.

Ao ter conhecimento da sua foto na condição de procurado, “Jericó” fugiu para a Santarém, no Pará. Desde então, o procurado passou por dificuldades na cidade paraense, inclusive, fome. O suspeito foi preso inicialmente por policiais civis 16ª Seccional Urbana de Santarém. Uma equipe da DEHS cumpriu o mandado de prisão solicitado à Justiça.

Em depoimento, “Jericó” admitiu o crime e negou ter premeditado. Ele relatou que estava em uma praça, quando foi abordado por Juvenal, e convidado para consumir entorpecentes. Já no quarto, o cabeleireiro quis manter relação sexual e ofereceu dinheiro. Depois do ato sexual, “Jericó” pegou uma faca e esfaqueou o cabeleireiro. 

“Jericó” afirmou não ser homossexual e que a intenção dele era pegar o dinheiro. O procurado desembarcou em um voo comercial na manhã desta terça-feira (23) em Manaus e seguiu direto para o Instituto de Identificação Anderson Conceição de Melo (IIACM), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), que fica ao lado da Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). 

Ao término dos procedimentos do armazenamento de foto e impressões digitais, “Jericó” foi encaminhado para exame de corpo delito no Instituto Médico Legal (IML) e, posteriormente, para o prédio da DEHS. Em seguida, ele será apresentado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça. 

 

 

Comentários

error: Content is protected !!