×

Polícia

Homem suspeito de matar ‘companheira’ é procurado pela polícia

O feminicídio ocorreu em um Sítio no município de Presidente Figueiredo, acusado pelo crime fugiu e Polícia Civil tenta localizá-lo

Procurado por feminicídio Renan Silva da Rocha – Foto: Divulgação/ PC-AM

Presidente Figueiredo – Renan Silva da Rocha, 23, apontado como autor do feminicídio de Elizeth Pereira de Moraes, 38, está sendo procurado pela polícia. O crime ocorreu na madrugada da última quinta-feira (25), por volta das 3h, no sítio São Sebastião, quilômetro 18 da rodovia AM-240, zona rural do município de Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus).

De acordo com o delegado Valdinei Silva, titular da 37ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Presidente Figueiredo, as equipes foram informadas por populares, ainda na tarde de quinta, sobre um encontro de cadáver em uma área de mata, nas proximidades daquela rodovia. No local, os policiais encontraram Elizeth com diversos hematomas na região do rosto e manchas de sangue pelo corpo.

“Recebemos informações de comunitários que nos relataram que a vítima estava acompanhada de Renan, em um torneio de futebol, que aconteceu na tarde de quarta-feira (24/06), naquela comunidade. Eles tinham um relacionamento e estavam consumindo bebidas alcoólicas e já na madrugada de quinta, foram para essa área de mata, onde ele supostamente cometeu o crime”, explicou o delegado.

Conforme a autoridade policial, no local onde foi encontrado o corpo, a equipe também encontrou um par de óculos de sol de cor preta e bege, que, segundo testemunhas, Renan estava utilizando durante o torneio de futebol. “Nos deslocamos até a casa de Renan, porém, o irmão dele nos disse que ele havia pegado alguns itens pessoais e saiu em uma motocicleta sem informar para onde iria”, disse.

Disque-denúncia – O titular da 37° DIP pede que as pessoas que puderem colaborar com informações sobre a localização de Renan entrem em contato pelo número (92) 3324-1885, o disque-denúncia da unidade policial, ou pelo 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM). “Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, afirmou Silva.

*Com informações da assessoria

Publicidade

Comentários