×

Publicidade

Polícia

Homem morre após ser espancado na Zona Leste de Manaus

Um dos criminosos que ficou ferido, usou um martelo na cintura para simular que estava com uma arma de fogo durante o roubo

(Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Richarlison Pereira Antunes, 32, morreu após ser linchado por populares, e João Paulo Amâncio Félix, 30, ficou ferido na noite desta quinta-feira (29). O crime aconteceu por volta das 20h30 na rua Ônix, comunidade Nova Floresta, bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus. A dupla foi atacada com chutes, murros, pauladas, pedradas e tijoladas. 

Publicidade

Segundo informações do tenente Robson Ferreira, da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), João Paulo e Richarlison haviam cometido ao menos três roubos a adolescentes. Uma das vítimas teve o celular roubado pela dupla e foi esfaqueada.

“Durante o roubo, um dos criminosos simulou que estava armado e a todo momento com a mão na cintura. Os populares perceberam que a suposta arma de fogo era um martelo e decidiram fazer justiça com as próprias mãos, após cercarem os suspeitos”, explicou. 

Na revolta popular, Richarlison não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). João Paulo foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto-Socorro (PS) Dr. João Lúcio, na mesma zona.

A polícia informou que no mesmo pronto-socorro deu entrada Denilson Monteiro da Silva, 19, com ferimento de tiro na perna. O jovem declarou que tinha sido alvejado por um homem desconhecido, quando passava pelo campo de futebol do Nova Floresta, nas mediações onde João Paulo e Richarlison haviam sido capturados. 

Conforme a polícia, Richarlison possuía passagem por disparo de arma de fogo, posse ou porte irregular de arma de fogo de uso restrito; roubo; associação criminosa. Já João Paulo possui passagem por violação de domicilio; furto e roubo. Denilson tem passagem por ameaça, homicídio, dano, desacato, motim de presos; roubo, resistência à prisão e entorpecente consumo pessoal (posse, porte).

O caso será investigado pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

 

Comentários