×

Publicidade

Polícia

Homem é morto dentro de carro e outro fica ferido na Zona Centro-Oeste de Manaus

O crime ocorreu por volta das 20h desta sexta-feira (8). Os criminosos utilizaram pistolas de calibre de nove e 380 milímetros

O crime ocorreu por volta das 20h, no cruzamento da rua 7 com a rua C (Foto: Lucas Pereira/DM)

Manaus/AM – Dois foram alvejados a tiros dentro de um carro na noite desta sexta-feira (8), na rua 7 com a rua C, no bairro Alvorada 1, Zona Centro-Oeste de Manaus. Ayrton Silva de Sena, 23, morreu na hora. Outro homem, identificado apenas como “Macarrão”, foi socorrido e levado para um hospital da capital.

Publicidade

Segundo relato de um policial civil, que passava pelo local, o crime ocorreu por volta das 20h. Ayrton e “Macarrão” estavam em um carro modelo Punto, de cor prata, placa NOK-9588, quando outro veículo, marca Onix, de cor vermelha, de placa não identificada, emparelhou ao lado com homens desconhecidos.

Ayrton Silva de Sena, 23, foi atingido por 14 tiros e morreu no local (Foto: Lucas Pereira/DM)

Em seguida, os ocupantes efetuaram vários disparos contra Ayrton, que dirigia o carro Punto. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local com 14 tiros, sendo 11 na cabeça, dois no braço esquerdo e um no braço direito.

Já “Macarrão”, que estava no banco do carona, não era alvo dos criminosos segundo a polícia. Ele foi socorrido e levado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul da cidade. Não há informações sobre o estado de saúde do sobrevivente.

Pelas características, a quantidade de tiros foi praticada por mais de uma pessoa. Os criminosos utilizaram pistolas de calibre nove e 380 milímetros. O carro usado pelos assassinos foi abandonado na avenida do Futuro, no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste.

Durante os trabalhos da polícia, a mãe da vítima passou mal e foi retirada do local pelos parentes. Outros familiares da vítima preferiram não comentar o caso com a imprensa.

O corpo de Ayrton foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), após procedimentos da perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC). O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Por equipe Diário Manauara

Publicidade

Comentários