×

Polícia

Homem é morto com facada pela própria companheira em balsa no Porto de Manaus

Railza Pereira Reis, 21, alegou que o marido tentou agredi-la e jogou água nela. Para se defender, ela esfaqueou Sebastião sem intenção de matá-lo

Sebastião morreu com uma facada na coxa (Foto: Lucas Pereira/DM)

Manaus/AM – O comerciante Sebastião Oliveira Gomes, 40, foi morto com uma facada na coxa, na madrugada deste domingo (30), após uma discussão com a esposa. O crime ocorreu por volta das 3h, na “Balsa Amarela”, no Pronto da Manaus Moderna, bairro Centro, Zona Sul da capital. Railza Pereira Reis, 21, foi presa pela autoria do crime.

Segundo informações da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o casal estava ingerindo bebidas alcoólicas em um bar, próximo da Igreja da Matriz. Ao pagar as despesas do estabelecimento, Sebastião se irritou com o valor e, posteriormente iniciou uma discussão com a companheira.

Railza e Sebastião, então, seguiram para o quiosque onde trabalhavam com vendas de refeições. No local, o desentendimento continuou e Sebastião tentou agredir a mulher com um soco  e depois jogou água na companheira.

Para se defender, Railza pegou uma faca e esfaqueou o Sebastião na coxa esquerda, que atingiu a veia femoral (um vaso sanguíneo que acompanha a artéria femoral). Após o fato, a também comerciante se trancou na banca até ser presa em flagrante pela Polícia Militar.

Agentes do IML removeram o corpo da vítima (Foto: Lucas Pereira/DM)

Testemunhas relataram à polícia que Sebastião, mesmo ferido, ainda caminhou pela balsa. Os populares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a vítima não resistiu ao ferimento e morreu no local.

O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, na Zona Norte da capital.

Railza foi conduzida para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde alegou o crime em legítima defesa e informou que já havia registrado Boletins de Ocorrência (B.O) contra Sebastião, por agressão.

Em depoimento, Railza afirmou que o marido estava alterado e mandou que ela fosse embora. Como se negou, Sebastião tentou agredi-la e, em seguida, jogou água no rosto dela. Railza disse que que não tinha intenção de matar o marido.

Após os procedimentos na unidade policial, Railza foi levada para audiência de custódia no Fórum Henoch Reis, no bairro São Francisco, na Zona Sul de Manaus.

Publicidade

Comentários