×

Publicidade

DestaquePolícia

Homem é morto a tiros um dia após deixar presídio em Manaus

Um dia após ser colocado para cumprir pena fora da cadeia, Maicon Magno do Vale dos Santos, 26, que usava tornozeleira eletrônica, foi executado com cinco tiros na tarde desta quinta-feira (18). O assassinato ocorreu na Avenida Rio Negro, no

Maicon Magno foi colocado em liberdade condicional para cumprir a pena por roubo usando uma tornozeleira eletrônica. O detento morreu com cinco tiros

Maicon Magno foi executado com cinco tiros em plena luz do dia (Foto: Mário Souza/DM)

 

Manaus/AM – Um dia após ser colocado para cumprir pena fora da cadeia, Maicon Magno do Vale dos Santos, 26, que usava tornozeleira eletrônica, foi executado com cinco tiros na tarde desta quinta-feira (18). O assassinato ocorreu na Avenida Rio Negro, no bairro Santo Agostinho, na Zona Oeste de Manaus.

Segundo moradores da área, que pediram para não ter os nomes revelados, o crime ocorreu por volta das 13h30. Maicon foi baleado numa “boca de fumo”, situado em um beco do bairro e morreu logo depois na calçada.

Dois homens, identificados apenas como “Alafe” e “Patinho” foram apontados pelos comunitários como os autores do crime. Um par de sandálias chegou a ser deixado no local por um dos assassinos.

 

Uma equipe do Samu constatou a morte (Foto: Mário Souza/DM)

 

Maicon Magno foi atingido com três tiros nas costas, um nas nádegas e um no pescoço. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ainda foi acionada pela 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que confirmou a morte.

De acordo com o tenente Júnior Silva, da 8ª Cicom, Maicon Magno havia saído na quarta-feira (17) do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde cumpria pena por roubo. Ele foi colocado em liberdade condicional usando uma tornozeleira eletrônica, dispositivo de monitoramento da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

 

O pai da vítima chegou ao local bastante abalado (Foto: Mário Souza/DM)

 

Os familiares chegaram bastante abalados ao local do crime. A esposa da vítima, que não teve o nome divulgado, disse à polícia que outro presidiário é suspeito de ordenar a execução após ser denunciado por Maicon Magno. A polícia acredita que o assassinato tenha sido motivado por conta de uma “rixa” dentro do presídio.

 

A mãe da vítima chegou exclamar em cima do corpo (Foto: Mário Souza/DM)

 

A mãe da vítima, de nome não divulgado, chegou a exclamar sobre o corpo do filho: “Para quem usa ou para quem vende, o resulta da droga é isso”. Nenhum dos parentes da vítima quis falar com a imprensa.

 

Peritos criminais do DPTC durante os procedimentos (Foto: Mário Souza/DM)

 

Após os procedimentos da perícia criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML), no bairro Cidade Nova, na Zona Norte. O caso será investigado pela equipe da DEHS.

 

O corpo foi removido e levado pelo IML (Foto: Mário Souza/DM)

 

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Whatsapp do Diário Manauara, no número (92) 99253-5152.

Leia mais:

Corpo de homem com várias facadas é achado no ramal do Brasileirinho

Após receber ligação, homem é morto a tiros na Zona Leste de Manaus

Homem sai de casa para pagar pensão dos filhos e é morto com dez tiros

Comentários