×

Publicidade

Polícia

Homem é morto a tiros ao tentar visitar esposa na Zona Leste de Manaus

Anderson Augusto Vidinha Nascimento, 33, estava dentro de um carro por aplicativos, quando foi arrancado à força por dois homens desconhecidos

Anderson Augusto foi arrastado de um carro App e morto no meio da rua (Foto: Diário Manauara)

Manaus – Anderson Augusto Vidinha Nascimento, 33, conhecido como “Baiaca”, foi executado com oito tiros no início da tarde desta segunda-feira (4), na rua 10 de Junho, na comunidade Valparaíso, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus.

Publicidade

Segundo informações da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atendeu a ocorrência, o assassinato aconteceu por volta das 15h30. Anderson Augusto havia ido ao local para visitar a esposa, que estava na casa de parentes.

Ao chagar em um veículo de transporte por aplicativos, Anderson Augusto foi arrancado à força e arrastado por dois homens para o meio da rua. Em seguida, ele foi alvejado com tiros à queima-roupa, sendo três nas costas, três nas coxas e dois na cabeça.

Após o crime, um dos assassinos obrigou o motorista de App descer sem esboçar reação e fugiu com o carro, modelo Ford/Ka, de cor vermelha e placa QZB-8A38. Já o comparsa tomou sentido ignorado em uma motocicleta, de características não reconhecidas.

O corpo foi removido para exames de necropsia no IML (Foto: Diário Manauara)

Anderson Augusto morava na rua Índio Ajuricaba, no bairro Zumbi dos Palmares 2, também na Zona Leste da capital. Ele estava envolvido em vários furtos e roubos juntamente com outro homem, identificado como “Jaylson”.

Um dos crimes cometido pela dupla aconteceu há, pelo menos, quatro anos em um sítio no quilômetros 47 da AM-010. Desde então, as vítimas da Zona Rural da capital prometeram vingança ao identificar um dos suspeitos. 

Ao término dos procedimentos da perícia criminal, o corpo de Anderson Augusto foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). A vítima tinha passagens por roubo, porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Comentários

error: Content is protected !!