×

Publicidade

Polícia

Em guerra, membros do CDN executam rival e deixam outro ferido

As últimas semanas na capital e Região Metropolitana de Manaus (RMM) foram marcadas por uma sucessão de episódios de assassinatos

Johnatha morreu no local (Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Decidir quem merece viver ou não, é uma prática que está estabelecida em “tribunais do crime” comandados por traficantes de drogas. A disputa entre facções criminosas Cartel do Norte (CDN) e Comando Vermelho (CV) causou mais uma noite violenta na capital amazonense.

Publicidade

Nessa guerra, grupos ligados a diferentes comandos travam disputas infindáveis pelo domínio de pontos de drogas e executam rivais para garantir o negócio ilegal.

As últimas semanas na capital e Região Metropolitana de Manaus (RMM) foram marcadas por uma sucessão de episódios de assassinatos que expôs a grave crise na segurança pública na cidade.

Para aumentar a estatísticas, membros do CDN invadiram uma casa na rua Gurupi, no bairro Redenção, na Zona Centro-Oeste de Manaus, com a missão de executar dois supostos rivais do CV.

Johnatha da Silva Sousa, 24, e outro homem não identificado, foram surpreendidos pelos criminosos fortemente armados. Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra Johnatha tentando fugir do grupo antes de ser morto com vários tiros.

Em outra filmagem, os faccionados do CDN ainda conseguem alvejar o segundo rival. Após o ataque, quatro criminosos fogem em um carro branco, de características não reconhecidas, que era dirigido por um quinto integrante.

Um dos homens ferido no atentado é socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado para uma unidade hospitalar. O local de crime foi atendido por policiais miliares da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Os moradores ficaram assustados.

O corpo de Johnatha foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte da capital. Os crimes serão investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Veja o vídeo:

Comentários