×

Publicidade

Polícia

Corpo encontrado com marcas de tiros em igarapé é de sargento da PM; morte teria sido ordenada por traficante

O corpo de Marcos Antônio foi jogado dentro de um igarapé e estava enrolado em lençol (Fotos: Divulgação)

 

Manaus/AM – O corpo de um homem encontrado seminu e com marcas de tiros na manhã deste domingo (20), em um igarapé na Avenida Samaúma, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus, foi identificado no Instituto Médico Legal (IML). Trata-se do terceiro sargento da Polícia Militar Marcos Antônio Benjamin da Silva, de 38 anos. A ordem para matar PM teria sido ordenada por um traficante de drogas.

De acordo com informações da polícia, o militar que era chamado pelo nome de guerra “B. Silva”, foi morto com três tiros na cabeça. O corpo foi jogado dentro de um igarapé e estava enrolado em lençol próximo ao bueiro. A vítima tinha uma aliança em uma das mãos e possuía uma tatuagem no braço esquerdo. O militar trajava camisa preta e cueca azul. A bermuda estava presa em uma das pernas.

À polícia, os moradores relataram que não ouviram nenhum barulho de disparo de arma de fogo. Pelas características, a polícia acredita que B. Silva foi morto em outro local e depois teve o corpo jogado no córrego.

O oficial da PM estava lotado na 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e prestava serviços no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, no bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte da capital.

Criminosos

Informações dão conta que um motorista de transporte por aplicativo foi sequestrado na semana passada por criminosos. O grupo seguiu para buscar armamentos no bairro Novo Aleixo, Zona Norte, com a intenção de matar um policial militar. Após percorrer pelas ruas do bairro Nova Cidade, também na Zona Norte, onde residia o sargento B. Silva, os criminosos desistiram de encontrar o PM. Em seguida, o motorista de transpor por aplicativo foi liberado e não deu mais detalhes sobre o caso.

Ordem

Alexsandro Lima da Silva, conhecido como “Gato Preto”, de 25 anos, possui envolvimento com o tráfico de drogas (Foto: Divulgação/PC)

 

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que o sargento B. Silva foi sequestrado e morto a mando do traficante de drogas Alexsandro Lima da Silva, conhecido como “Gato Preto”, de 25 anos. Ele foi preso por tráfico de drogas no dia 18 de maio de 2018 por policiais militares da 1ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Procurado desde 2013 pela polícia, Alexsandro é considerado perigoso e teria envolvimento no assassinato de pelo menos oito pessoas nos bairros Monte das Oliveiras e Nova Cidade, na Zona Norte da capital amazonense. Os crimes teriam ligação com tráfico de drogas.

Alexsandro é suspeito de assassinar Maykon Oliveira Melo, no bairro Nova Cidade, em fevereiro de 2013; Diego Maciel Rodrigues, em junho de 2013, na comunidade Monte Cristo, no Nova Cidade; Quézia Salvador da Silva, em julho de 2013, no bairro Monte das Oliveiras; Douglas Lima da Silva, no Monte das Oliveiras, em dezembro de 2013; Eferson Correia da Silva, em janeiro de 2014, no Monte das Oliveiras; Misael Ramos de Oliveira, no Nova Cidade, em março de 2014; Josias de Jesus da Costa; e Daniel Pinheiro da Silva, em novembro de 2015, no bairro Monte das Oliveiras; além de Márcio de Souza Aguiar, em janeiro de 2016, no Monte das Oliveiras.

A morte de B. Silva e a suposta ordem de dentro do presídio já está sendo investigado através da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Publicidade

Comentários