×

Publicidade

Polícia

Assalto a joalheria e tiros causam pânico no Manauara Shopping, em Manaus

Um dos tiros atingiu a vidraça do shopping (Foto: Divulgação/WhatsApp)

Um tiroteio causou pânico e correria no Manauara Shopping, na noite desta quarta-feira (26), por volta das 20h, após cinco homens fortemente armados atacarem uma joalheria, do centro de compras localizado no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul de Manaus. Não houve feridos.

Ao Diário Manauara, a autônoma Belma Soarez, 73, disse ter ouvido os tiros, mas não presenciou a ação criminosa. Segundo ela, várias lojas foram fechadas durante o tumulto no shopping.

“Eu presenciei a correria das pessoas e, em seguida, diversos disparos de arma de fogo foram ouvidos. Algumas pessoas se deitaram no chão para não levar tiro. Nunca pensei que passaria por isso dentro de um shopping”, contou Belma Soarez.

Joalheira Orum foi assaltada por cinco homens armados (Foto: Divulgação/WhatsApp)

Segundo testemunhas, a ação criminosa era composta por cinco homens, que estavam fortemente armados e todos vestiam roupas prestas. Os criminosos foram para a joalheria Orum, no Piso Castanheira do mall e começaram a efetuar tiros aleatoriamente contra a vitrine, que mesmo sendo brindado, não resistiu o poder de fogo do grupo.

Estilhaços da vitrine ficaram espalhados após a ação criminosa (Foto: Divulgação/WhatsApp)

Após a ação, os criminosos fugiram pela saída do shopping, na Avenida Mário Ypiranga Monteiro (antiga Avenida Recife) levando joias e relógios da joalheria. Nenhum dos suspeitos foi identificado.

Policiais militares da 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados e isolara a área do shopping, onde fica a joalheira. Vários estilhaços de vidro ficaram espalhados no chão.

Por meio de nota, a assessoria do centro de compras confirmou o assalto em uma das lojas do mall. “A Polícia Militar foi imediatamente acionada e o shopping está colaborando com as investigações e esclarecimento dos fatos. Não houve feridos e o empreendimento funciona normalmente”, informou o comunicado.

Peritos criminais do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) e investigadores da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), estiveram no local. Imagens da câmeras do circuito de vigilância devem ajudar no decorrer das investigações.

Publicidade

Comentários