×

Esportes

Paratleta amazonense disputará mundial de halterofilismo de olho em Paris 2024

Maria de Fátima competirá na Tbilisi 2024 Para Powerlifting World Cup

Paratleta amazonense disputará mundial de halterofilismo de olho em Paris 2024

A paratleta amazonense Maria de Fátima competirá Tbilisi 2024 Para Powerlifting World Cup (Foto: Julcemar Alves/Sedel)

Manaus (AM) – A paratleta amazonense Maria de Fátima competirá em mais uma etapa da Tbilisi 2024 Para Powerlifting World Cup, última competição internacional de halterofilismo antes dos Jogos Paralímpicos de Paris 2024. Maria de Fátima conta com o apoio do Governo do Amazonas, por meio do Projeto Amazonas nas Olimpíadas de Paris 2024 e Bolsa Esporte Estadual, e buscará se manter nas primeiras posições do ranking mundial da categoria até 67 quilos.

“O Governo do Amazonas tem o compromisso de apoiar nossos atletas, proporcionando-lhes as condições necessárias para que possam representar nosso estado com excelência. Nosso objetivo é inspirar a nova geração a acreditar que, com dedicação, eles também podem alcançar seus sonhos. Ver Maria competindo e se destacando internacionalmente é uma fonte de inspiração para todos”, disse o secretário de Estado do Desporto e Lazer (Sedel), Jorge Oliveira.

Publicidade

Natural de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), Maria vem construindo sua caminhada rumo à Paris 2024 com grandes conquistas, como o bronze no Parapan-Americano de Santiago 2023, a prata no 13th Fazza Dubai Parapowerlifting Wolrd Cup, e terminou na liderança do ranking nacional de 2023.

“No começo do ciclo olímpico foi difícil, mas depois Deus foi maravilhoso. A cada etapa que participava fui tendo mais garra e força de vontade de treinar. Hoje estou competindo com as melhores do mundo e muito perto de uma vaga paraolímpica”, exaltou Maria de Fátima.

A etapa de Tblisi da Copa do Mundo acontecerá entre os dias 20 e 26 de junho. Maria de Fátima foi convocada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para fazer a equipe que representará o Brasil na competição, na modalidade até 67kg. No último mundial, disputado em Dubai, o Brasil ficou na terceira colocação no quadro geral de medalhas, atrás de Irã e China.

“Essa é a última competição antes das Paralimpíadas, então venho para tentar subir posições no ranking mundial e me manter entre as 8 melhores do mundo. Então nesta etapa é buscar a terceira posição no ranking, conquistar medalha e garantir minha vaga nas paralimpíadas”, finalizou Maria.

*Com informações da assessoria