×

Publicidade

Cidades

Seis pessoas com Covid-19 morrem por falta de oxigênio em Faro

Entre as vítimas do colapso da saúde do município no oeste do Pará, quatro de uma mesma família do distrito de Nova Maracanã, na zona rural

Entre as vítimas, quatro de uma mesma família (Foto: Reprodução)

Faro – Com a nova explosão de casos de Covid-19, a falta de oxigênio nas unidades de saúde e nos hospitais, levou seis pacientes internados com sintomas do vírus à morte por asfixia em Faro, município no extremo oeste do Pará, localizado na divisa com o estado do Amazonas. A informação foi confirmada na tarde desta terça-feira (19).

Publicidade

Entre as vítimas do colapso da saúde de Faro (a 900 quilômetros de Belém), quatro de uma mesma família do distrito de Nova Maracanã, na zona rural, que possui cerca de 1,2 mil habitantes, estavam internadas na Unidade Básica de Saúde (UBS) Aida Costa Barbosa. Outras duas pessoas foram atendidas no Hospital Dr. Dionísio Bentes, na zona urbana da cidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Faro, ao todo, sete pessoas já morreram em decorrência do vírus durante o período da pandemia. O primeiro caso foi registrado em dezembro do ano passado, o qual uma das vítimas se tratava em Manaus.

O órgão municipal esclarece que 844 pessoas foram infectadas pelo vírus. Em relação as mortes, a insuficiência de cilindros de oxigênio e medicamentos nas unidades de saúde do município foram determinantes. Outro fator preocupante é a falta de leitos clínicos para casos leves e moderados, assim como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para situações mais graves da Covid-19.

Vista aérea do município de Faro (Foto: Divulgação)

Para atender a demanda de pacientes internados, o prefeito Paulo Carvalho (PSD) fez apelo para empresários e prefeituras de municípios vizinhos por cilindros de oxigênio. Em meio a série de mortes em decorrência do novo coronavírus, um reforço de 25 cilindros chegou na madrugada de terça-feira (19).

Atendendo o pedido do Governo do Pará, o Ministério da Defesa autorizou o deslocamento de uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) para fazer o transporte de uma usina de oxigênio hospitalar adquirida pela Prefeitura de Oriximiná.

A previsão que o tanque de oxigênio chegue, às 22h, desta quarta-feira (20). O governo do Estado também ampliou a quantidade de leitos clínicos e de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) disponíveis para os pacientes com Covid-19 nas regiões do Baixo Amazonas e Tapajós.

Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município de Faro possui 8 mil habitantes, sendo acesso somente via fluvial e aéreo. Faro faz limite territorial com o município de Terra Santa-PA, além das cidades amazonenses de Nhamundá e Parintins. O município está a cerca de dez horas de barco em relação a Santarém-PA, a terceira cidade mais populosa.

Gostou da nossa publicação? Siga o PORTAL DIÁRIO MANAUARA pelas rede sociais Facebook, Instagram e Twitter, para curtir, comentar e enviar o conteúdo para alguém especial. Entre também no nosso grupo de WhatsApp e Telegram.

Comentários

error: Content is protected !!