×

Cidades

Reformas do Prosamim chegam ao parque residencial Manaus

Inaugurado em outubro de 2007, o residencial conta com 819 unidades habitacionais. As intervenções são realizadas pelo Governo do Estado, por meio da UGPE

Reformas do Prosamim (Fotos: Tiago Corrêa/UGPE)

Manaus – Obras de requalificação foram retomadas, nesta quarta-feira (5), no primeiro conjunto habitacional do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), o parque residencial Manaus, localizado entre as ruas Ramos Ferreira e Ipixuna, no Centro, na Zona Sul da capital. As intervenções são realizadas pelo Governo do Estado, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE).

Inaugurado em outubro de 2007, o residencial conta com 819 unidades habitacionais. O subcoordenador de Engenharia da UGPE, o engenheiro civil João Benaion, afirma que as equipes acabaram de entrar no trecho que compreende o início do residencial. Ele explica que os primeiros serviços compreenderão a pintura dos bancos das praças e a limpeza das redes de microdrenagem, que se encontravam assoreadas e com acúmulo de lixo.

Outros serviços previstos são manutenção de áreas de lazer, pintura e limpeza de canaleta de águas pluviais, paisagismo (plantio de grama), recuperação do sistema de drenagem e demolição e remoção das construções irregulares, bem como asfaltamento das vias e troca de lixeiras.

As reformas foram anunciadas, em novembro de 2019, pelo governador Wilson Lima. Além do parque residencial Manaus, outros parques residenciais vão ser contemplados com requalificação, são eles: residencial Mestre Chico, localizado no centro da cidade; residencial Gilberto Mestrinho no bairro da Cachoeirinha; residencial Liberdade e Jefferson Peres, ambos localizados no Morro da Liberdade; residencial Cajual, localizado no Santa Luzia, e o Parque Quarenta do Igarapé do 40.

O coordenador Executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, afirma que a intenção da reforma é promover a readequação desses espaços públicos, adotando medidas para que a funcionalidade das estruturas dos parques sejam usufruídas pelos moradores com as mesmas condições de quando foram inaugurados.

*Com informações da assessoria

Publicidade

Comentários