×

Publicidade

Cidades

Prefeitura segue em fase final de revitalização do residencial Viver Melhor

As equipes da Seminf continuam fazendo a desobstrução de redes de drenagem danificadas.

Revitalização do Residencial Viver Melhor (Foto: Márcio Melo/Seminf)

Manaus (AM) – A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), atua, há exatos 70 dias, com ações de melhorias no residencial Viver Melhor 1ª e 2ª etapas, na Zona Norte da cidade. Os trabalhos seguem em ritmo intenso e estão em fase final de revitalização da área.

Publicidade

Nesse período, foram implantados 250 metros de drenagens profundas em diversas ruas do residencial, aproximadamente 55 novos bueiros, mais de 40 novas tampas e implantadas dez caixas coletoras, para que as águas possam fluir normalmente. O trabalho contabilizou também 200 metros de meio-fio e sarjetas, o que era uma reivindicação dos moradores.

O trabalho ainda não terminou, as equipes da Seminf continuam fazendo a desobstrução de redes de drenagem danificadas, principalmente por acúmulo de lixo nas tubulações, o que dificultava a vazão da água e fazia com que o esgoto fosse despejado diretamente nas ruas, prejudicando os moradores com um problema que, de acordo com o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta, é de saúde pública.

“A drenagem obstruída no residencial Viver Melhor fez com que a água transbordasse para as ruas e, muitas vezes, devido à passagem de veículos pesados, se abrem buracos, que, por menor que sejam, são suficientes para estragar o asfalto. Estamos intensificando os trabalhos para sanar o problema o mais rápido possível”, afirmou Rotta.

(Foto: Márcio Melo/Seminf)

O aposentado Almério Oliveira disse que, pela primeira vez, viu obras de infraestrutura nas vias do Viver Melhor. “Eu moro aqui há muito tempo, e essas ruas sempre tiveram problemas. A gente pedia ajuda e ninguém socorria. Agora sim, essa água de esgoto, que traz lodo e mau cheiro, vai parar de vazar e os buracos vão ser fechados, para que os veículos e os moradores possam circular com tranquilidade”, disse Oliveira

“Aqui a gente só andava pelo meio da rua com crianças e idosos, porque não tinham calçadas. Mas a dificuldade maior é para os cadeirantes. Como podemos passar com uma cadeira de rodas em uma calçada cheia de buracos? Era impossível, mas agora isso está mudando”, afirmou a dona de casa Maria do Socorro.

Marcos Rotta ressaltou que a Seminf realiza serviços antes nunca feitos no residencial Viver Melhor, dando acessibilidade, principalmente, às pessoas com deficiência, um dos principais pedidos feitos pelos moradores.

Além das novas calçadas e sarjetas, foram implantadas, nesses 70 dias de trabalho, 25 rampas de acesso para as Pessoas com Deficiências (PcDs).

Serviços de asfaltamento

A Seminf atua em todas as 80 ruas do residencial, onde já foram concluídos os serviços de tapa-buracos. Em oito vias principais será feito o recapeamento asfáltico. Até aqui, já foram utilizadas 1.000 toneladas de massa asfáltica.

Entre as vias contempladas, estão a Samaúma, Jamandi, Tembé, Grajaúna e Águia Branca, antes completamente intrafegáveis, o que dificultava até mesmo a passagem de veículos de serviços emergenciais, como ambulâncias e caminhões de coleta de lixo.

“Estamos seguindo a determinação do prefeito David Almeida, entrando com diversos serviços em todas as ruas do Viver Melhor, e é por isso que os trabalhos são realizados em um amplo espaço de tempo. O que o prefeito e eu garantimos é que todas as ruas do residencial serão contempladas, principalmente com serviços de tapa-buracos, recapeamento e desobstrução de bueiros, que são as principais reivindicações dos moradores”, afirmou Rotta.

Iluminação a LED

Muitas ruas do Viver Melhor estavam na escuridão, depois de, pelo menos, sete anos sofrendo com o problema, agora os moradores do residencial Viver Melhor passam a contar com 100% das ruas iluminadas com lâmpadas a LED, por meio do programa “Ilumina Manaus”, da prefeitura.

Toda a instalação foi feita no local pela empresa ManausLuz, com apoio da Seminf, por meio da Unidade Gestora de Projetos de Energia (UGPM), que fiscaliza não apenas a implantação, mas também a manutenção e a troca das antigas lâmpadas. Além da nova iluminação ter mais qualidade, representa economia de mais de 60% em relação às lâmpadas comuns.

O comerciante José Rodrigues, morador do local há seis anos, comentou a insegurança causada pela falta de uma iluminação de qualidade. “No escuro, a gente tem medo de assalto e até mesmo de cair pelo meio da rua. Aqui tinham muitas lâmpadas queimadas, algumas até quebradas, e agora está assim, tudo iluminado com lâmpadas LED, uma maravilha”, afirmou o morador.

*Com informações da assessoria

Comentários

error: Content is protected !!