×

Publicidade

Cidades

Prefeitura recebe mais de 300 novos cadastros de artesãos

O departamento de Economia Solidária e Criativa da secretaria abriu o serviço de cadastramento de novos artesãos.

O cadastro conta com 800 artesãos inscritos (Foto: Divulgação/Setempi)

Manaus (AM) – Nos primeiros 100 dias de gestão do prefeito de Manaus, David Almeida, o Departamento de Economia Solidária e Criativa, da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), registrou o cadastro de mais de 300 novos artesãos, juntando-se aos 500 já inscritos.

Publicidade

Durante este período, o setor promoveu uma exposição on-line no Casarão da Inovação Cassina, no Centro, com o apoio da Uniarte Manaus, em comemoração ao dia do artesão, celebrada no dia 19 de março. A exposição durou uma semana e contou com atrações musicais, lives e participação do público, respeitando os devidos protocolos de segurança sanitária.

“Valorizar a cultura regional e acreditar que é uma das fontes importantes para a economia local por meio dos artesãos é nosso papel. A nossa proposta é a de levar muito além o trabalho desses artesãos, dando a eles um espaço digno, como a Casa de Praia, que consiste em uma casa do artesão na Ponta Negra, e que já estamos verificando um projeto. Possibilitar que mais artesãos participem de nossas ações é apenas o início de muitas novidades que teremos nessa gestão para eles”, destacou o secretário da Semtepi, Radyr Júnior.

Por meio de formulário on-line disponibilizado na plataforma Google Forms, o departamento de Economia Solidária e Criativa da secretaria abriu o serviço de cadastramento de novos artesãos. Com poucos dias, o número de artesãos cadastrados dobrou, chegando a 300 novos inscritos. O objetivo de cadastrá-los é poder expor seus trabalhos em todas as zonas geográficas da cidade, entre espaços públicos, empresas privadas, shoppings e demais locais, criando maiores oportunidades de comercialização.

O departamento de Economia Solidária e Criativa tem por objetivo desenvolver e implementar políticas públicas de geração de trabalho e renda por meio de processos de formação, produção, exposição e comercialização de produtos e serviços da cadeia produtiva nos moldes de economia solidária e criativa, além de desenvolver e gerenciar programas de caráter permanente, visando o cumprimento de planejamentos e promoção de atividades econômicas, articulando com os demais objetivos da secretaria.

*Com informações da assessoria

Comentários

error: Content is protected !!