×

CidadesPolícia

Em Manaus, homem que matou a ex-companheira com 75 facadas se entrega à polícia

Jessé confessou o assassinado da ex-companheira e foi indiciado por homicídio qualificado - foto: Erlon Rodrigues/assessoria da Polícia Civil

Jessé confessou o assassinado da ex-companheira e foi indiciado por homicídio qualificado – foto: Erlon Rodrigues/assessoria da Polícia Civil

O recepcionista Jessé James Silva Souza, 46, foi apresentado à imprensa na manhã de terça-feira (29), após se entregar à polícia pelo feminicídio da ex-companheira dele, a feirante Vanderlice Aragão de Araújo, 25. A vítima foi morta com 75 facadas e o corpo encontrado no banco de trás do automóvel da família, na tarde de sábado (29), no bairro São Raimundo, Zona Oeste de Manaus.

Publicidade

De acordo com a titular do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegada Déborah Barreiros, , a vítima foi morta por volta das 11h, em um estacionamento localizado no Centro da capital. Após o crime, Jessé abandonou o corpo da ex-companheira, dentro do veículo da família, na garagem da residência.

“No dia do crime Jessé entrou em contato com a vítima e disse que iria buscá-la na feira onde ela trabalhava para resolver uma situação relacionada ao divórcio deles. O homem afirmou, em depoimento, que após buscar Vanderlice, eles foram até um estacionamento no Centro da cidade, onde mantiveram relação sexual dentro do carro dele e, em seguida, começaram uma discussão, que teria motivado o crime”, informou Déborah Barreiros.

O titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS0, delegado Ivo Martins, informou que Jessé argumentou, que Vanderlice e ele teriam discutido porque o telefone dela não parava de tocar.

“Durante interrogatório Jesse assumiu a autoria do crime e contou que ele e a vítima estavam discutindo sobre uma situação que envolvia a filha deles, uma menina de seis anos, quando ele pegou uma faca que estava no porta-luvas do carro e desferiu 75 golpes na mulher”, declarou o delegado.

Após cometer o crime, Jesse declarou que foi até a casa onde morava, no bairro São Raimundo, zona Oeste, onde abandonou o veículo que conduzia e entrou em contato com o pai dele informando o que havia feito. Em seguida empreendeu fuga do lugar.

“Ele compareceu no prédio da DEHS, na segunda-feira (28), onde recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao 5º DIP, uma vez que a delegada Déborah já estava à frente das diligências em torno do caso”, explicou Ivo Martins.

O mandado de prisão em nome de Jessé foi representado pela delegada Déborah Barreiros, , e expedido na segunda-feira (28), pelo juiz Luis Alberto Nascimento Albuquerque, da 1ª Vara Criminal.

Jessé foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis no 5º DIP ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

Comentários