×

Publicidade

Polícia

Motorista de guincho é assassinado ao ser confundido com policial

Com calça da Polícia Militar, Emanuel Macário Alves Aparício, 41, estava em um ferro velho para vender um carro Gol avariado.

Emanuel foi assassinado com dois tiros, sendo cabeça e pescoço (Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – O motorista de guincho Emanuel Macário Alves Aparício, 41, foi assassinado com dois tiros à queima-roupa durante assalto, no início da tarde desta terça-feira (6), em um ferro velho, localizado na avenida Lourenço da Silva Braga, no bairro Centro, na Zona Sul da capital amazonense.

Publicidade

Segundo informações da polícia, Emanuel chegou ao ferro velho “Salmo 23” acompanhado do ajudante Kevin Barbosa, 20, para entregar um carro Gol avariado, que havia recolhido no bairro Praça 14 de Janeiro, na mesma zona.

Na ocasião, dois homens desconhecidos estavam cometendo roubo, com os funcionários e o proprietário do estabelecimento trancados em um quarto. Ao entrar, Kevin foi surpreendido com um soco e depois rendido.

Em seguida, um dos bandidos avistou Emanuel com roupas similares da Polícia Militar e efetuou os disparos. O motorista foi atingido na cabeça e no pescoço, vindo a morrer na hora. Os criminosos fugiram levando celular, dinheiro de Emanuel, além dos pertences das outras vítimas.

Conforme a equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a vítima pode ter sido confundida com um policial. Imagens de câmeras de segurança do local registraram os criminosos, sendo um deles de camisa branca e outro de camisa verde e boné preto.

A polícia informou que Emanuel já havia prestado serviços terceirizados para o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e Polícia Militar. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela DEHS.

Comentários

error: Content is protected !!