×

Publicidade

Polícia

‘Jundiaiense’ é morto a facadas após xingar avó de adolescente na Zona Sul de Manaus

A vítima ainda foi socorrida e levada com vida para o hospital, mas não resistiu.

Vanderlei morreu após dar entrada no HPS 28 de Agosto (Foto: Lucas Pereira/DM)

Manaus/AM – O jundiaiense Vanderlei Estêvão de Castro, conhecido como ‘Paulista’, 41, morreu após ser atingido a golpes de faca, na noite deste sábado (16), na Rua Brasil, no bairro Educandos, Zona Sul da capital. A vítima ainda foi socorrida com vida para o hospital. Um adolescente de 16 anos foi apreendido como autor do crime pela Polícia Militar (PM). Ele confessou o assassinato após a avó ter sido xingada pela vítima.

De acordo com a equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o crime ocorreu por volta das 21h. Vanderlei havia sido contratado por um vizinho para carregar barro que estava na frente de uma casa, mas uma idosa impediu que o serviço continuasse. Revoltado, Vanderlei passou a xingá-la.

Ao ficar sabendo da confusão, o adolescente ameaçou de morte Vanderlei. Horas depois, com sinais de embriaguez, Vanderlei começou novamente a falar mal da avó do adolescente, que posteriormente avisou ao tio que iria fazer uma besteira. O tio, que também estava embriagado, travou luta corporal com o inquilino e ambos caíram no chão.

Com raiva, o adolescente surpreendeu Vanderlei com facadas no pescoço e peito. A vítima foi socorrida em um carro particular e levada ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, na Zona Centro-Sul, mas não resistiu aos ferimentos.

O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML). Vanderlei era natural da cidade de Jundiaí, no interior do Estado de São Paulo, mas o sepultamento deve ocorrer no Cemitério Parque Tarumã, na Zona Oeste de Manaus.

O adolescente foi apreendido pela polícia minutos depois do crime, na casa de uma tia, no bairro Colônia Oliveira Machado, na Zona Sul da capital. Em depoimento, o jovem atribuiu a morte do inquilino ao tio, que negou a versão. Durante acareação na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), o adolescente confessou a prática do homicídio sozinho.

Comentários