×

Publicidade

Polícia

Dois homens são achados com tiros na cabeça no Tarumã, na Zona Oeste de Manaus

A vítima foi morta com dois tiros na cabeça. (Foto: Lucas Pereira/Diário Manauara)

Dois homens, não identificados, foram encontrados com cinco tiros na cabeça, por volta das 20h20, desta quinta-feira (18), na Avenida do Turismo, na Comunidade Portal da Cachoeira Alta, no bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

De acordo com o sargento F. Duarte, da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), moradores da área ouviram disparos de arma de fogo e, em seguida, encontraram dois homens no chão, sendo um deles agonizando. Um carro, modelo Gol prata foi visto saindo do local em alta velocidade.

“Um morador foi até a base da 20ª Cicom, em frente ao Cemitério Parque Tarumã, e avisou sobre a existência de dois corpos no local”, disse o sargento F. Duarte.

A segunda vítima recebeu três tiros na cabeça e morreu a caminho de um SPA. (Foto: Divulgação)

Ao chegarem ao local, um dos homens já estava morto e outro ainda respirava. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e o encaminhou ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Policlínica Danilo Corrêa, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte, onde morreu. Ele foi alvejado com três tiros na cabeça.

Morto com dois tiros na cabeça e mãos amarradas para trás. (Foto: Lucas Pereira/Diário Manauara)

Conforme o perito criminal Bráulio Pedroso, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), a vítima que morreu no local estava com as mãos amarradas para trás com uma corda e recebeu dois tiros na cabeça. Cápsulas de pistola calibre ponto 40 foram recolhidas na cena do crime.

A suspeita é que o crime com características de execução esteja relacionado com o tráfico de drogas. O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Os corpos foram removidos pelo Instituto Médico Legal (IML), onde foram reconhecidos por familiares como sendo James Wisley Ludugero Terênico, 27, e o amigo dele, Kelison da Silva Nascimento, 18. As vítima moravam no bairro Vila da Prata, Zona Oeste da capital.

Publicidade

Comentários