×

Publicidade

Polícia

Delegado do Siteam é denunciado por desviar madeira da entidade

Caso foi denunciado na 55ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), após a retirada da madeira sem consentimento dos associados e do Conselho Fiscal do Siteam

Micharles Tavares de Almeida, delegado do Siteam, foi levado pela polícia por desvio de materiais da entidade – Foto: Divulgação

Fonte Boa/AM – O professor Micharles Tavares de Almeida, delegado do Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado do Amazonas (Siteam), no município de Fonte Boa (a 678 quilômetros de Manaus), foi levado na tarde de quarta-feira (5), após ser denunciado por desvio de materiais do sindicato.

Segundo a polícia, a denúncia foi feita por um dos membros do Conselho Fiscal do Siteam, após alguns associados observarem a retirada de madeira da sede do sindicato no ultimo final de semana. A madeira serviria de sustentação da caixa d’água da entidade.

A conselheira fiscal, Clemilde Parente Portela, denunciou o caso na polícia – Foto: Divulgação

Ao ter conhecimento da prática ilícita, a conselheira Clemilde Parente Portela, recebeu informações que a madeira foi negociada com o proprietário de uma loja de informática, situada na Rua Manoel Vargas, no Centro.

O caso foi denunciado na 55ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP). Uma equipe de investigadores foi ao local e identificou o material na propriedade do empresário.

Documento da denúncia foi apresentado pelo Conselho Fiscal do Siteam – Foto: Divulgação

Micharles e o empresário, que não teve o nome revelado, foram levados para prestarem esclarecimentos na unidade policial. Em depoimento, o empresário alegou que recebeu a madeira por conta de uma dívida.

Segundo o empresário, Micharles informou que a madeira não tinha mais serventia já que a caixa d’água havia sido roubada. Ao ser ouvido no interrogatório, Micherles entrou em contradição e acabou confirmando que não houve furto e, que a caixa d’ água estava na residência dele.

Parente informou, ainda, que o Conselho Fiscal vem denunciando há tempos os atos do atual delegado do Siteam, entre elas deixar de prestar constas da gestão e negando-se a apresentar os extratos bancários 2017/2018 e a Ata da Assembleia Geral de 2017.

Ao términos dos procedimentos na delegacia, no final da tarde, foi lavrado um Boletim de Ocorrência (B.O.) e o caso foi encaminhado à Justiça para providencias legais.

Publicidade

Comentários