×

Publicidade

Polícia

Cabeleireiro é executado com 15 tiros no bairro Zumbi dos Palmares

Dayne João Araújo Barbosa, 38, que estava sentado em uma escada, foi surpreendido pelos assassinos em uma motocicleta

O crime aconteceu na rua Santa Helena, no bairro Zumbi dos Palmares 2 (Foto: Josemar Antunes)

Manaus (AM) – O cabeleireiro Dayne João Araújo Barbosa, 38, o “Day”, foi executado com 15 tiros na noite deste domingo (21), por volta das 19h, na rua Santa Helena, esquina com a rua Santa Inês, no bairro Zumbi dos Palmares 2, na Zona Leste de Manaus.

Publicidade

Segundo relatos de testemunhas, dois homens em uma motocicleta, de cor cinza, usando capacete, estavam monitorando Dayne. Em determinado momento, a dupla aproximou-se para executar a vítima, que estava sentada em uma escada.

Ao perceber os suspeitos, Dayne ainda tentou correr, mas acabou atingido com um tiro no rosto. À queima-roupa, o pistoleiro efetuou mais 14 tiros nas costas do alvo, que morreu na hora. Dayne foi atingido por tiros de pistola ponto 40.

Na ação, um homem identificado apenas como “Amaral” foi alvejado por um disparo de raspão no braço. Os assassinos fugiram sentido ignorado. No local, foram encontrados estojos de munições deflagradas. 

Dayne João foi atingido com 15 tiros à queima-roupa (Foto: Josemar Antunes)

 Ao Portal Diário Manauara, amigos mais próximos disseram que Dayne era usuário de drogas, e que trabalhava como cabeleireiro na rua Heitor Galeno, onde mantinha um salão e usava o espaço como residência.

“O Dayne usava drogas, mas trabalhava para manter o vício e não ficar devendo na boca de fumo. Ele já tinha até comentado que iria deixar as drogas, porque planejava ajeitar o seu salão. O Dayne sempre foi aberto para as conversas. Se ele estivesse devendo, já teria comentado”, disse uma moradora que preferiu não se identificar.

Já outro morador, que também preferiu anonimato, relatou a morte como sendo engano ou vingança. Segundo ele, Dayne costumava frequentar uma boca de fumo na rua onde morava, gerenciada por membros do Comando Vermelho (CV). O ponto é disputado por integrantes do Cartel do Norte (CDN), antiga facção criminosa Família do Norte (FDN).

“Dayne não era ligado a nenhuma facção criminosa, mas frequentava o ponto de drogas. Acredito que ele tenha falado algo, o qual desagradou os traficantes e por isso foi cobrado. Outra suspeita é que Dayne tenha sido confundido com o irmão, que é envolvido. Ele até chegou a ser esfaqueado pelo o irmão por causa de um pente. Eles são bem parecidos, principalmente, quando ambos estavam de boné”, detalhou o morador.

O delegado Fábio Silva, plantonista do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), esteve no local. Segundo a autoridade policial, o crime possui características por acerto de contas.

“É uma execução. A vítima levou de 13 a 15 tiros. Pelo que levantamos, essa é uma área onde há muitos homicídios e possui ligação com o tráfico de drogas. A população pode ajudar nas investigações com denúncias pelo 181, sem precisar se identificar”, disse o delegado Fábio Silva.

Após o trabalho da perícia criminal, do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), o corpo da vítima foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O assassinato será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Assista a live sobre o crime aqui

Circunstâncias do crime 

 

Comentários

error: O conteúdo está protegido !!