×

Polícia

Após fim da FDN, CV assume o controle do tráfico em Manaus e no interior

As duas facções criminosas lutavam pelo monopólio do tráfico de drogas com execuções em vários bairros da capital e região metropolitana

Membros de facção criminosa exibem armas (Foto: Divulgação)

Manaus Após rumores que membros da Família do Norte (FDN) migraram para o Comando Vermelho (CV), vários assassinatos foram registrados na capital amazonense e na região metropolitana. Ao todo, neste fim de semana e nesta segunda-feira (10), 21 pessoas que não aceitaram a filiação foram executadas.

Com o anúncio da nova era da organização criminosa, que tem como um dos líderes Wellington Cardoso dos Santos, de 27 anos, conhecido como “Mano Kaio” ou “Kaio do 40”, a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) suspendeu as visitas nas quatro unidades prisionais de Manaus.

Por vota das 18h50, vários fogos de artifício surgiram no céu e rojões ouvidos de todas as partes da capital em comemoração ao triunfo do CV e o fim do reinado da FDN. Entretanto, a cúpula da organização criminosa, liderada por José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, não admitiu rendição ao controle dos territórios. 

Por conta disso, as forças policiais militarizadas, encarregadas de manter a ordem pública, foram mobilizadas para conter a criminalidade em Manaus e nos municípios do interior do Estado.

A segurança também foi reforçada nas unidades prisionais Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 1 e 2), Instituto Prisional Antônio Trindade (Ipat), ambos no quilômetro 8 da BR-174, e Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), na Zona Leste da capital.

Queima de fogos no Ouro Verde, na Zona Leste de Manaus

Publicidade

Comentários