×

Esportes

Travessia Almirante Tamandaré abre inscrições para celebrar 50 anos

O primeiro vencedor da prova mais famosa em águas abertas do Norte do Brasil foi um nadador do Clube do Remo (PA), chamado Carlos Reimão

Travessia Almirante Tamandaré (Foto: Alcides Netto/Rio Negro Challenge)

Manaus – A mais famosa travessia em águas abertas do Norte do Brasil faz aniversário de 50 anos em 2020. E, para celebrar o meio século de existência da prova, o Rio Negro Challenge vai realizar a travessia no dia 13 de dezembro, um domingo. Além dos 8,5 quilômetros de muita emoção nas águas do rio Negro, o Challenge contará com as provas de 2 quilômetros e 4 quilômetros.

O relay, que já caiu no gosto dos nadadores que participam do evento, acontecerá no sábado (12). O revezamento contará com equipes de três atletas e cada um nadará 500 metros. As inscrições estão abertas no site. As vagas são limitadas.

A prova em águas abertas do Norte do Brasil foi criada em 1970 (Foto: Alcides Netto/Rio Negro Challenge)

Criador do Rio Negro Challenge e responsável pelo retorno da travessia Almirante Tamandaré, Pierre Gadelha fala sobre a emoção de poder celebrar os 50 anos da prova. “A travessia Almirante Tamandaré tem um histórico muito bonito. Foi uma prova criada em 1970. O primeiro vencedor foi um nadador do Clube do Remo (PA), chamado Carlos Reimão.

Nesta primeira etapa, o amazonense que teve a melhor colocação chegou em quarto lugar, o grande nadador Paulo Rebelo, grande professor de educação física até hoje. Já o primeiro amazonense a ser vitoriosos nessa prova foi Alfredo Jacaúna, em 1973, levando o nome do Amazonas ao topo do pódio”, relembra.

Consolidação

O primeiro vencedor foi Carlos Reimão, nadador do Clube do Remo (PA), em 1970 (Foto: Alcides Netto/Rio Negro Challenge)

Pierre fala ainda sobre a consolidação do evento. “O Rio Negro Challenge, hoje, tem uma fama nacional e internacional. Já tivemos atletas de seleções internacionais como da França, Espanha e Portugal entre outras. Já conseguimos ter nadadores de todos os estados brasileiros, medalhistas olímpicos, e é um evento que nós começamos em 2013, com 90 atletas na prova. Hoje a gente limita a 380 atletas por questões de segurança. A segurança é uma prioridade em nossos eventos”, ressalta.

Protocolos de segurança

A segurança é uma das prioridades no evento (Foto: Alcides Netto/Rio Negro Challenge)

Em tempos de pandemia causada pelo novo coronavírus, o Rio Negro Challenge fará toda uma programação especial. O congresso técnico será virtual e a retirada dos kits será feita em horários diferenciados de acordo com as categorias de disputa. “Nós vamos fazer um evento com todos os protocolos de saúde aprovados pelos órgãos públicos e vai ser um evento seguro e bem divertido para toda a família”, pontua Pierre.

Participação

O administrador de empresas, Elthon Estrela, 44, está se preparando para a sua quinta participação na prova. Para ele, o melhor da travessia é o contato com a natureza. “Todo ano é uma preparação bem forte. Normalmente a gente começa a preparação depois de julho. O treino começa a ficar um pouco mais intenso não só em volume, mas também no tempo. É muito desafiador. E o que eu mais gosto da prova é o contato que você tem com a natureza. Na prova você se sente seguro e em contato com a natureza”, comenta.

Outras informações:

Leanderson Lima (assessoria de imprensa) 9 9631-5091

Pierre Gadelha: (fundador do Rio Negro Chalenge) 9 8167-3339

*Com informações da assessoria

Publicidade

Comentários