×

Esportes

Brasil vence a Venezuela por 2 a 0 e assume a liderança das eliminatórias para Copa de 2018

Brasil chega a liderança das eliminatórias, com 21 pontos - foto: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil chega a liderança das eliminatórias, com 21 pontos – foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira venceu a Venezuela por 2 a 0, na noite de terça-feira (11), em Mérida, com gols de Gabriel Jesus e Willian, respectivamente primeiro e segundo tempo. Mesmo sem o seu principal jogador, o atacante Neymar, o Brasil conseguiu a sequência de quatro vitórias para assumir a liderança, com 21 pontos ganhos, nas eliminatórias sul-americanas da Copa de 2018, após o empate entre Uruguai e Colômbia por 2 a 2, em Barranquilla.

Publicidade

Desde a saída de Dunga, a seleção brasileira sob o comando do técnico Tite saltou do incomodo sexto lugar e pulou para a primeira colocação – um ponto a mais que o Uruguai, na competição que dá vaga para o Mundial da Rússia.

A seleção abriu o placar com Gabriel Jesus - foto: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção abriu o placar com Gabriel Jesus – foto: Lucas Figueiredo/CBF

Outros resultados favoreceram o time de Tite, que abriu vantagem de cinco pontos para a Argentina, com 16 pontos, quinta colocada e primeira fora da zona de classificação para o Mundial.

Os argentinos que perderam para o Paraguai por 1 a 0, em Córdoba, são os próximos adversários da seleção brasileira, jogo marcado para o dia 10 de novembro, no estádio Mineirão, em Belo Horizonte.

Esta será a primeira partida do Brasil no estádio desde a goleada para a Alemanha por 7 a 1, na semifinal da Copa de 2014. O confronto entre as equipes também marca o duelo entre os atacantes Neymar e Messi, ambos os jogadores do Barcelona.

O próximo adversário do Brasil será a Argentina, em Belo Horizonte - foto: Lucas Figueiredo/CBF

O próximo adversário do Brasil será a Argentina, em Belo Horizonte – foto: Lucas Figueiredo/CBF

Na partida desta terça-feira, Neymar cumpriu suspensão automática por levar terceiro cartão amarelo. Já o argentino ficou de fora por conta de uma contusão.

A terceira colocação é ocupada pelo Equador, que empatou com a Bolívia por 2 a 2, e chegou aos 17 pontos ganhos – mesma posição da seleção colombiana, que ocupa a quarta posição.

O jogo

Diante de uma equipe fraca, a seleção brasileira não encontrou dificuldades contra a Venezuela, última colocada nas eliminatórias, com apenas dois pontos. Aos sete minutos, Gabriel Jesus aproveitou a bobeira do goleiro Hernández e abriu o placar para o Brasil ao marcar por cobertura, o seu quarto gol pela seleção.

Na volta do intervalo, o Brasil ampliou o marcador aos sete minutos, com gol de Willian, que aproveitou o cruzamento de Renato Augusto. Aos 28 minutos, os refletores do estádio Metropolitano apagaram. A partida ficou paralisada por cerca de 22 minutos. No retorno, o Brasil apenas administrou até o apito final.

Venezuela

D. Hernández; Rosales, W. Ángel, J. Velázquez e Feltscher; T. Rincón, A. Flores (Y. Herrera), Juanpi (A. Guerra), J. Martínez e Peñaranda (Otero); Rondón. T.: R. Dudamel

Brasil

Alisson; D. Alves, Marquinhos, Miranda e F. Luís; Fernandinho; Paulinho, R. Augusto, Willian (Taison) e P. Coutinho (Giuliano); G. Jesus. T.: Tite
Estádio: Metropolitano, em Mérida

Árbitro: Victor Carrillo (Peru)

Gols: G. Jesus, aos 7 min do 1º tempo; Willian, aos 7 do 2º tempo
Cartões amarelos: W. Ángel, J. Velázquez, Y. Herrera (V) e Paulinho (B)

Comentários