×

Esportes

Aluna de escola municipal vai representar o Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolares

Samanta representa o Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolares, na Colômbia - foto: Lton Santos/Semed

Samanta representa o Brasil nos Jogos Sul-Americanos Escolares, na Colômbia – foto: Lton Santos/Semed

Após conquistar a medalha de ouro nos Jogos Escolares da Juventude em João Pessoa (PB), a aluna Samanta Silva Santos, 14, vai encarar mais uma disputa e dessa vez, irá representar o Brasil na competição de judô (categoria até 36 quilos) nos Jogos Sul-Americanos Escolares, que será disputado em Medelín, na Colômbia, no início de dezembro deste ano.

Publicidade

Samanta é aluna do 9º ano da Escola Municipal Fábio Lucena, no bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus. A judoca já é uma veterana dos tatames e vem se destacando em competições no Amazonas. A jovem treina desde os sete anos na academia Shogun, no Centro, onde aprendeu as técnicas de arte marcial.

Para chegar até os Jogos Sul-Americanos Escolares passou por algumas etapas. Primeiro venceu as Municipíadas deste ano, conseguindo assim vaga nos Jogos Escolares do Amazonas (Jeas).

Na competição em nível estadual ela se destacou e também subiu no lugar mais alto do pódio. Por ser a melhor do Amazonas, garantiu vaga nos Jogos Escolares da Juventude e também fez bonito ao vencer por ippon (golpe perfeito) sua adversária na final.

“É a primeira vez que vou disputar uma competição internacional e também a primeira vez que vou viajar de avião. Foi muito emocionante vencer os Jogos Escolares da Juventude e saber que vou representar o Amazonas na Colômbia. Espero ser campeã lá. Tenho treinado muito todos os dias e me cuidando para manter o peso”, disse a competidora.

Para disputar a competição na Colômbia, a atleta vai receber ajuda do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), que vai bancar as passagens, hospedagem e vai doar novos quimonos.

Incentivo dos amigos

Durante as competições em solo amazonense, Samanta contou com uma torcida especial. Os colegas de classe foram em peso prestigiar a atleta e, segundo ela, o incentivo ajudou bastante dentro do tatame.

Ela lembra que na final do Jeas, a maioria dos alunos da escola estava na Vila Olímpica torcendo por ela. “Foi legal demais. Quando acabou a luta eles correram para me abraçar. Fiquei muito feliz por conquistar esse título. Fiquei até famosa na escola”, brincou.

Sonho Olímpico

Como todo esportista, Samanta sonha em disputar uma Olimpíada. Ela é ciente de que o caminho é longo e árduo, mas afirma que tem fé no seu trabalho. Aos 14 anos, ela sabe que dificilmente conseguirá índice para os Jogos de Tóquio-2020 e, por isso, seu foco está nas Olimpíadas de 2024, que ainda não tem cidade-sede definida.

‘Meu maior sonho é disputar uma Olimpíada. Não é fácil, eu sei, mas também sei que se trabalhar muito e me esforçar eu posso conseguir. Minha maior inspiração é a Mayra Aguiar, contou se referindo a atleta medalha de bronze na Rio-2016.

Com informações da assessoria

Comentários