×

Publicidade

Economia

Prefeitura realiza ações de resgate do Dimicro em 100 dias de gestão

O Dimicro foi idealizado em março de 2006, pelo então vereador Massami Miki, e executado pelo ex-prefeito Serafim Corrêa

Semtepi (Foto: Divulgação)

Manaus (AM) – Com ações realizadas desde o início da gestão do prefeito David Almeida, a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), elaborou e deu início ao plano de ação para tornar viável a utilização do Microdistrito Industrial de Manaus (Dimicro), localizado no ramal do Brasileirinho, no Jorge Teixeira, Zona Leste. O espaço, destinado a melhorar a instalação de micro e pequenas indústrias que prestam serviço ao Polo Industrial de Manaus (PIM), há 15 anos é subutilizado, servindo há alguns anos como depósito de bens inservíveis da prefeitura.

Publicidade

“Os bens móveis disponíveis no local serão futuramente leiloados, com o objetivo de gerar renda ao município, e o Dimicro irá de fato implementar e operar como um incentivador de empresas de tecnologia, de fabricantes de produtos com matéria-prima regional e de cooperativas de trabalhadores em geral, inclusive intermediando a compra garantida dos produtos”, explicou o titular da Semtepi, Radyr Júnior.

Ainda segundo ele, o espaço está sendo projetado para ser incubadora e aceleradora de empresas. A ideia, conforme Radyr, é ainda este ano começar as atividades. O local vem recebendo ações desde o mês de janeiro. Entre visitas no espaço, projeto de iluminação e ações junto a microempresas localizadas em diversas zonas da cidade foram realizadas nesse primeiro momento, e para colocar em prática o plano de ação, tornou-se necessário a integração de diversas outros órgãos tais como as secretarias municipais de Administração, Planejamento e Gestão (Semad); Limpeza Urbana (Semulsp); e Infraestrutura (Seminf), com uma ação de reestruturação, realizada no último dia 7.

Um projeto estrutural para os 29 galpões foi idealizado, e os mesmos vão passar por uma adaptação ainda neste semestre. Os serviços de limpeza, podagem, capinação e varrição no local já foram iniciadas pela Semulsp na primeira semana de abril.

Leilão

A Semad tem catalogado os bens a serem arrematados, que já contabilizam aproximadamente 8.800 itens, entre veículos, barcos escola, aparelhos de ar-condicionado, geladeiras, cadeiras, entre outros. A estimativa é que o leilão supere a arrecadação do último realizado, ocasião em que foi arrecadado em torno de R$ 550 mil, que serão investidos em diversas áreas do município. O leilão deve acontecer no final de maio.

O Dimicro foi idealizado em março de 2006, pelo então vereador Massami Miki, e executado pelo ex-prefeito Serafim Corrêa, custando à época R$ 10 milhões para ser implementado. Porém, o projeto só foi inaugurado em junho de 2016 na gestão do ex-prefeito Arthur Neto, seguindo sem utilização alguma. Em 2018 tramitou na Câmara Municipal de Manaus (CMM) um projeto de lei que regulamenta a utilização do espaço, onde os galpões seriam disponibilizados às micro e pequenas empresas, mediante processo seletivo.

*Com informações da assessoria

Comentários

error: Content is protected !!