×

CidadesPolícia

Trio suspeito de praticar arrastão e assaltar mercadinho na Zona Oeste de Manaus é preso

 O trio foi preso pela 20ª Cicom, após assaltar mercadinho e fazer arrastão na Zona Oeste da capital - foto: divulgação/Polícia Militar

O trio foi preso pela 20ª Cicom, após assaltar mercadinho e fazer arrastão na Zona Oeste da capital – foto: divulgação/Polícia Militar

Eliudi da Costa Ferreira, 28, Jaimerson Moraes Fernandes, 19, foram presos em flagrante e um adolescente foi apreendido, na tarde de terça-feira (17), após assaltarem um mercadinho no Parque Rio Solimões, bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus.

 Os suspeitos estavam praticando os crimes em um veículo Corsa, cor prata, placa JWS-0457 - foto: divulgação/Polícia Miliar

Publicidade


Os suspeitos estavam praticando os crimes em um veículo Corsa, cor prata, placa JWS-0457 – foto: divulgação/Polícia Miliar

De acordo com o soldado Paulo Henrique, da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o trio fez um ‘arrastão’ horas antes em uma parada de ônibus do bairro. Populares relataram que três homens de cabelos loiros, estavam em um veículo, modelo Corsa prata, placa JWS-0457.

 Durante a aboirdagem foram apreendidos com o trio os produtos de roubo - foto: divulgação/Polícia Militar

Durante a aboirdagem foram apreendidos com o trio os produtos de roubo – foto: divulgação/Polícia Militar

Diante da denúncia, a guarnição saiu em patrulhamento e avistou o veículo por volta das 16h30, com as mesmas características informadas pelas vítimas. Com eles, os policiais apreenderam um simulacro, R$ 301,60, duas carteiras porta-cédulas, oito cartões de crédito, seis cordões, duas habilitações, um documento de motocicleta e o veículo em que ocupavam.

O trio foi conduzido ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde Eliudi e Jaimerson foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo majorado e corrupção de menor. Já o adolescente foi encaminhado a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde foi autuado pelo ato infracional de roubo majorado.

Comentários