×

Cidades

Trio envolvido no latrocínio de PM é preso em menos de uma semana, em Manaus

 Os suspeitos foram presos após os policiais civis da Derfd  analisarem as imagens as câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais - foto: Erlon Rodrigues/assessoria da Polícia Civil


Os suspeitos foram presos após os policiais civis da Derfd analisarem as imagens as câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais – foto: Erlon Rodrigues/assessoria da Polícia Civil

Daniel Marques de Oliveira Castelo, 21; João Victor Araújo Carvalho, 21, e Moisés Marialva Asceni, 20, foram apresentados, na manhã de quinta-feira (6), no prédio da Delegacia Geral da Polícia (DIP), por envolvimento na morte do sargento da Polícia Militar Denilso Xavier Torres, 48. O crime ocorreu na sexta-feira (30), na Rua Guapuruju, bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

Publicidade

Os suspeitos foram presos, na tarde de quarta-feira (5), por intermédio da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), durante o cumprimento de mandados de prisão preventiva. Ação ainda contou com o apoio do Grupo Especial de Resgate e Assalto (Fera).

De acordo com o titular da Derfd, delegado Adriano Félix, o trio estava em um veículo, modelo Gol, cor prata, placa JWN-4598, cometendo assaltos no bairro Monte das Oliveiras. Durante a ação dos criminosos, o sargento da PM, Deniso Torres estava em uma banca de churrasco, quando Daniel e João o abordaram.

A dupla pediu o celular do sargento, que reagiu ao roubo. Ele sacou uma e efetuou três disparos contra os suspeitos. Em posse de uma espingarda calibre 12, de fabricação caseira, revidou e efetuou um disparo que atingiu o sargento. Torres foi socorrido por familiares e levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Eliameme Rodrigues Mady, no Conjunto Galileia, mas não resistiu aos ferimentos.

“Após analisarmos as imagens das câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais daquela área, conseguimos identificar os envolvidos e prendê-los. No dia do crime, cada um dos suspeitos teve uma participação. Daniel declarou em depoimento, que a intenção não era matar o policial, mas roubar o celular da vítima para comprar drogas”, explicou o delegado.

Daniel que efetuou o disparo contra a vítima, foi preso em uma casa situada no Ramal do Bandeirante, quilômetro 14, da rodovia BR-174. João Victor foi preso por volta das 14h30, em floricultura, na Avenida do Turismo, bairro Tarumã, Zona Oeste, onde trabalhava. Moisés foi capturado por volta das 15h, na residência onde morava, na Rua Cajual, Comunidade Rio Piorini, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte.

Os três suspeitos foram indiciados por latrocínio e encaminhados a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital, onde ficarão à disposição da Justiça.

Comentários