×

Publicidade

Cidades

Susam orienta mulheres para prevenção ao câncer de mama

A rede pública de saúde oferta, gratuitamente, exame de mamografia. O exame é agendado automaticamente pelo Sisreg

A rede pública de saúde oferta, gratuitamente, exame de mamografia (Foto: Divulgação/Susam)

Manaus/AM – No Dia Nacional da Mamografia, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam) alerta as mulheres sobre a importância da realização do exame para detecção precoce do câncer de mama, o segundo tipo que mais mata mulheres no Estado, atrás apenas do câncer de colo de útero.

Publicidade

No Amazonas, em 2018, houve 174 óbitos por câncer de mama, conforme a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). Atualmente, 700 pacientes estão em tratamento de quimioterapia por câncer de mama na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

De acordo com a gerente de Serviços de Mastologia da FCecon, a médica mastologista Hilka do Espirito Santo, a falta de informação ainda é um dos fatores que levam as mulheres a não detectarem sinais de câncer de mama precocemente.

“O autoexame é importante para encontrar pequenos nódulos e a qualquer alteração na mama, a recomendação é que a paciente consulte um médico para avaliação aprofundada. Quando o câncer de mana é detectado em estagio inicial as chances de cura são maiores e o tratamento pode ser menos invasivo”, alerta.

Os mitos que ainda envolvem a eficácia da mamografia são outros fatores que impedem que algumas mulheres façam o exame. Um deles é que a radiação da mamografia é prejudicial podendo causar até câncer na tireoide.

“Isso não é verdade. A radiação da mamografia é mínima, apenas considerável para detectar pequenos nódulos, e a exposição da paciente é curta e anualmente, tempo insuficiente para causar algum dano à saúde”, explica.

O exame deve ser feito com regularidade e a idade ideal varia caso haja histórico da doença na família. “A idade mínima para fazer mamografia, anualmente, recomendada pelo Ministério da Saúde, é após os 50 anos”. Em casos de mulheres com histórico de câncer de mama na família, a idade recomendada é abaixo dos 40 anos. “Há casos isolados em que a paciente deve fazer mamografia muito antes da idade mínima recomendada. Por exemplo: a avó teve câncer de mama aos 50 anos, a mãe aos 40 anos, nesse caso a filha deve fazer aos 30”.

Ainda, segundo a médica, a Sociedade Brasileira de Mastologia(SBM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem recomendam o exame a partir dos 40 anos.

Serviço – A rede pública de saúde oferta, gratuitamente, exame de mamografia. Para ter acesso, é necessário passar por consulta médica, que preferencialmente deve ser feita em uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Quando solicitado pelo médico, o usuário faz, na mesma unidade, o agendamento via Sistema de Regulação (Sisreg).

O exame é agendado automaticamente pelo sistema para um dos nove serviços da rede municipal, estadual, federal ou conveniada ao SUS, que realizam mamografia na capital – Hospital e Pronto Socorro Delphina Rinaldi Abdel Aziz, Hospital Universitário Francisca Mendes, Hospital Universitário Getúlio Vargas, UBS Dr. Alfredo Campos, UBS Major PM Sálvio Belota, Centro Médico e Diagnóstico Por Imagem (Cemed), Centro Radiológico de Manaus, MI Médicos e Imagens, Hospital Português Beneficente do Amazonas.

No interior, podem ser feitos nos 24 hospitais onde o serviço já foi implantado e, caso o município não tenha o exame, a pessoa é encaminhada ou para o mais próximo ou para a capital.

Data oficial – O Dia Nacional da Mamografia é celebrado no dia 5 de fevereiro para reforçar a importância do exame que identifica o câncer de mama. A doença afeta 57 mil mulheres por ano, mas é um tumor curável em até 98% dos casos se detectado na fase inicial e o diagnóstico precoce pode evitar a retirada do seio.

*Com informações da assessoria

Publicidade

Comentários