×

Cidades

Rodoviários fecham terminal em Manaus em protesto contra a violência

Motoristas e cobradores de ônibus fecharam na manhã desta quinta-feira (17) o Terminal de Integração (T1), localizado na Avenida Constantino Nery, na Zona Centro-Sul de Manaus, em protesto contra a onda de assaltos.

O protesto de motoristas e cobradores teve início no Terminal de Integração (T1), na Avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul de Manaus - foto: divulgação

O protesto de motoristas e cobradores teve início no Terminal de Integração (T1), na Avenida Constantino Nery, Zona Centro-Sul de Manaus – foto: divulgação

Publicidade

Por conta do protesto, passageiros do transporte coletivo estão seguindo aos seus destinos a pé. Um enorme congestionamento na avenida já dificulta o fluxo de outros veículos.

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) realizam controle do tráfego. Policiais militares também foram acionados.

O protesto dos trabalhadores é em razão dos assaltos que a categoria vem sofrendo e contra a medida adotada pelo secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, ao anunciar na quarta-feira (16) o uso do cartão magnético em substituição ao dinheiro pago nas catracas.

Conforme a categoria, mais de três mil assaltos foram registrados aos ônibus do transporte coletivo e fretamento, que faz transporte de funcionários para o Distrito Industrial.

 Os trabalhadores reivindicam segurança por conta da onda de assaltos - foto: divulgação

Os trabalhadores reivindicam segurança por conta da onda de assaltos – foto: divulgação

Desse dado negativo, alguns trabalhadores morreram durante assaltos durante a jornada de trabalho. O último caso ocorreu na noite de domingo (13), quando o motorista Feitosa de Amorim Félix, 41, que dirigia um ônibus da linha 093, da empresa Global Green foi esfaqueado por dois homens que anunciaram o assalto.

Os rodoviários esperam uma resposta da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), para a solução do problema, e assegure que os empregos dos cobradores não serão afetados com a medida a ser implantada.

Comentários