×

Cidades

Necropsia aponta asfixia e escoriações em corpo de mulher encontrado no rio Negro

 Carmem foi vista em uma embarcação na companhia de amigos acompanhando o show do cantor Wesley Safadão - foto: divulgação

Carmem foi vista em uma embarcação na companhia de amigos acompanhando o show do cantor Wesley Safadão – foto: divulgação

O Instituto Médico Legal (IML) informou que o resultado da necropsia realizada no corpo da fisioterapeuta Carmem Alves da Silva apontou que ela não morreu afogada. Segundo o laudo, a vítima foi estrangulada e apresentava várias escoriações. A mulher foi encontrada boiando nas águas do rio Negro, na madrugada de quinta-feira (8), próximo à praia da Ponta Negra.

Publicidade

Segundo populares, Carmem e alguns amigos estavam em uma embarcação acompanhando o show do cantor Wesley Safadão, que era realizado no Píer do Tropical hotel. O corpo da vítima foi resgatado por volta das 5h.
Durante o velório, amigos e familiares contestaram os hematomas na testa e marca de esganadura no pescoço da vítima, além da fratura no nariz e o dilaceramento da orelha direita, causadas provalvemente por mordidas.

Carmem era funcionária da Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas - foto: divulgação

Carmem era funcionária da Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas – foto: divulgação

Para a família, a suspeita é que Carmem tenha sido agredida, enforcada e depois jogada insciente no rio. Carmem era funcionária da Fundação de Apoio ao Idoso Doutor Thomas e atuava no Programa de Atendimento Domiciliar ao Idoso (Padi).

Entenda o caso

O corpo de Carmem Alves da Silva foi encontrado boiando no rio Negro, por volta das 5h desta quinta-feira (8). Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e fez o resgate da vítima até a praia e a entregou aos paramédicos da base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), onde tentaram reanimar sem êxito.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Comentários