×

CidadesPolícia

Mulher fica ferida ao pular de varanda para não morrer, no bairro Zumbi dos Palmares

Para não apanhar mais e nem morrer, a mulher pulou da varanda da casa em que morava com o agressor - foto: Diário Manauara

Para não apanhar mais e nem morrer, a mulher pulou da varanda da casa em que morava com o agressor – foto: Diário Manauara

A dona de casa Elciane Maria Dutra, 42, ficou ferida na manhã deste domingo (30) ao se jogar da varanda de sua casa, localizada na Rua bom Jesus, bairro Zumbi dos Palmares 3, Zona Leste de Manaus. A mulher foi socorrida e levada para uma unidade hospitalar da capital.

Publicidade

Segundo informações do filho da vítima, o mecânico industrial Adriel Dutra, 27, que mora ao lado da casa mãe, o acidente foi motivado durante uma briga. O padrasto dele, identificado apenas como Erivaldo’, chegou à residência embriagado. Minutos depois, o casal começou a discutir, foi quando o homem pegou um vergalhão e começou a agredir Elciane.

Para escapar das agressões, Elciane foi para a varanda da casa, que dá acesso a Rua Santa Rita e, em seguida, pulou de uma altura de seis metros. A mulher sofreu escoriações na cabeça, costelas e costas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas por conta da demora, a mulher foi levada em um carro particular para o Pronto-Socorro (PS) Dr. João Lúcio, na Zona Leste. A mulher reclamava de muitas dores.

“No momento do ocorrido, eu estava na secção de votação e, ao retornar fui informado pelos vizinhos que a minha tinha sido agredida pelo ‘Erivaldo’. Ela apanhou e para não apanhar mais e nem morrer, resolveu pular da sacada da varanda”, disse Adriel, filho da vítima.

O casal estava convivendo cerca de quatro meses em uma casa simples - foto: Diário Manauara

O casal estava convivendo cerca de quatro meses em uma casa simples – foto: Diário Manauara

Conforme vizinhos, o casal convive cerca de quatro meses em relacionamento conturbado. Além disso, ‘Erivaldo’ é usuário de drogas e tem passagem pela polícia por roubo e furto.

Após o episódio, o agressor foi contido por populares e amarrado até a chegada de policiais militares. O homem foi conduzido ao 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para procedimentos cabíveis.

Comentários