×

CidadesPolícia

Jovem é preso por matar ‘rival’ após descobrir trocas de mensagens no celular da namorada

William foi indiciado por homicídio e encaminhado à Cadeia Pública - foto: divulgação/Polícia Civil

William foi indiciado por homicídio e encaminhado à Cadeia Pública – foto: divulgação/Polícia Civil

William dos Santos Brito, 24, foi preso, na manhã de segunda-feira (17), por volta das 10h, em uma quitinete, na Alameda Rio Negro, Comunidade Rio Piorini, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus. Ele é o principal autor do assassinato de Rafael Cerdeira da Rocha, 29. O crime ocorreu no dia 28 de julho deste ano e teria sido motivado por ciúmes de Willian pela sua namorada, que não teve o nome revelado, após ele descobrir conversas íntimas no celular dela com a vítima.

Publicidade

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Ivo Martins, William é apontado pela polícia como o autor do assassinato, fato ocorrido por volta das 20h30, na Rua 89, Conjunto Francisca Mendes, bairro Cidade Nova, Zona Norte.

“Ele teria visto troca de mensagens entre a namorada e Rafael. Por conta disso, William foi tirar satisfação com Rafael. Durante a discussão, William se armou de um pedaço de pau e desferiu dois golpes na cabeça da vítima, que morreu no local”, disse o delegado Ivo Martins.

No decorrer das investigações, a namorada de Willian confirmou as trocas de mensagens com Rafael, porém, negou qualquer encontro entre os dois. William foi preso em cumprimento a mandado de prisão, expedido no dia 10 de agosto deste ano, pela juíza da 1ª Vara Criminal, Eulinete Melo Silva Tribuzy, após a equipe de investigação receber uma denúncia anônima, de que William teria retornado para capital amazonense vindo do município de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), para onde havia fugido.

“A denúncia anônima informou que William teria retornado para Manaus e estaria do endereço indicado. Imediatamente uma equipe foi deslocada ao local e efetuou com êxito a prisão do suspeito”, enfatizou o delegado Ivo Martins.

Na delegacia, William confessou o crime, mas alegou que agiu motivado por ciúmes da companheira. William foi indiciado por homicídio e encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Comentários