×

Cidades

Gerente de manutenção morre ao colidir carro contra muro e poste em bairro de Manaus

O veículo ficou parcialmente destruído depois do acidente - foto: Mário Souza

O veículo ficou parcialmente destruído depois do acidente – foto: Mário Souza

A colisão de um carro contra um muro e um poste de iluminação pública deixou uma pessoa morta, na noite de terça-feira (13), por volta das 20h. O gerente de manutenção Inaldo José de Oliveira, 60 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O acidente ocorreu na Travessa Tucún, nas proximidades da Rua Bom Jesus, no bairro Zumbi dos Palmares 3, Zona Leste de Manaus.

Publicidade

Segundo informações repassadas ao morador da área, o armador Claudionor Oliveira, 52 anos, o homem que dirigia um veículo modelo Polo/Sedan, cor prata, placa NOK-4034, horas antes do acidente, foi visto com o veículo caído dentro de um bueiro, localizado na Rua Doutor Basílio, mesmo bairro.

Ao sair com o carro do bueiro quase invadiu um lanche. Visivelmente embriagado, o condutor seguiu para a Travessa Marajá, onde acabou estancando o veículo e permaneceu por cerca de cinco minutos. Em seguida, saiu em alta velocidade vindo a colidir contra o muro de uma casa e um poste de iluminação pública.

O corpo da vítima foi removido para o IML para exames de necropsia - foto: Mário Souza

O corpo da vítima foi removido para o IML para exames de necropsia – foto: Mário Souza

Com a violência do impacto, Inaldo que não usava o cinto de segurança, bateu a cabeça contra o para-brisas e morreu no local. Boa parte da área do bairro e adjacências ficarão sem o fornecimento de energia elétrica.

O perito criminal do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), Carlos Marlon, confirmou que a vítima teve lesões na cabeça e pescoço e não usava o cinto de segurança no momento do acidente.

“A princípio identificamos traumas no pescoço e cabeça, mas só será possível ter uma avaliação concreta com os procedimentos a serem realizados no Instituto Médico Legal (IML), para onde o corpo será levado”, explicou o perito criminal.

Familiares também estiveram no local do acidente. O operador de máquina, cunhado da vítima, Orivan Gomes Lopes, 40 anos, disse que a morte do gerente de manutenção é estranha, já que o trajeto usado por Inaldo era outro.

“Acreditamos que o Inaldo estava sendo perseguido por alguém, e, por conta disso utilizou um trajeto diferente depois de sair do trabalho. Ele já havia sido vítima de assalto em outras ocasiões”, comentou Lopes.

Inaldo ocupava o cargo de gerente de manutenção na empresa de embalagens PCE, localizado na Avenida Autaz Mirim, bairro Armando Mendes, Zona Leste. Ele morava na Rua Jauari, próximo ao local do acidente.

Durante os procedimentos, a perícia criminal informou que nada foi levado da vítima. O veículo parcialmente destruído foi removido por um guincho particular solicitado pela família.

Uma equipe da Eletrobras Distribuição Amazonas esteve no local para realizar o restabelecimento da energia elétrica na área. O caso foi registrado no 9º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Comentários