×

CidadesPolícia

Em Manaus, irmãos são presos suspeitos de matar servente a golpes de terçado

Saymon e Davi foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM) - foto: divulgação/Polícia Civil

Saymon e Davi foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM) – foto: divulgação/Polícia Civil

Os irmãos Saymon Abraão de Melo Nogueira, o ‘Tibi’, 21, David Saul Melo Nogueira, 18, e um adolescente de 17 anos, são suspeitos no assassinato do servente de limpeza Antônio Pereira da Silva, 32, ocorrido na Rua do Campo, bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus.

Publicidade

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), delegado Ivo Martins, os irmãos foram detidos na última sexta-feira (4), após investigações há cerca de um ano.

Os irmãos são apontados pela polícia como autores do assassinato de Antônio, ocorrido em um campo de futebol, no dia 3 de setembro de 2015, por volta de meia-noite e meia. A vítima foi morta a golpes de terçado, após uma discussão banal dos irmãos com um parente da vítima.

“Identificamos durante as diligências seis suspeitos, onde os três irmãos foram apontados como autores do assassinato. Eles estavam sendo investigados há um ano”, disse o delegado Ivo Martins.

Saymon recebeu voz de prisão em cumprimento a mandado expedido pela Justiça no início de outubro deste ano, quando se apresentou na delegacia na última sexta-feira (4). Ele delatou os dois irmãos, que também foram presos no mesmo dia no bairro Novo Israel, Zona Norte.

Além dos três irmãos, o delegado Ivo Martins informou que Adriano Lucas Monteiro dos Santos, de 21 anos, o ‘Chapudo’, e o irmão dele, um adolescente de 16 anos, também tiveram mandados de prisão expedidos pela Justiça e estão sendo procurados pelos investigadores da DEHS. O sexto acusado, um adolescente de 17 anos, identificado apenas como ‘Junior’, também continua foragido.

Saymon e Davi foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM). O adolescente foi transferido para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). Os três irmãos ficaram à disposição da Justiça.

Comentários